Segredos sobre caras

Nomeadamente canas de surfcasting, desde os 100 euros até às topo de gama, estas muito mais caras. Como gostamos apenas de aconselhar aquilo que testamos, e obviamente não temos todas as canas existentes no mercado. Então, surgiu-nos a ideia de pedir ao Manuel, várias canas para podermos testar, afinal, dessa forma poderíamos aconselhar bem. Aos 46 anos, Reynaldo Gianecchini revela segredos sobre sua sexualidade CARAS Digital Publicado domingo 29 setembro, 2019 Reynaldo Gianecchini - Reprodução/Instagram Giselle Itié revela segredos para a TV CARAS. CARAS Brasil. Seguir. há 5 anos 72 views. A atriz Giselle Itié revelou três segredos para nossa equipe. Vem ver. Reportar. Procurar mais vídeos. Reproduzindo a seguir. 0:32. Cara da Voz Revelada Casa dos Segredos. ... Sobre o look usado por Gisele Itié. “Ela é uma atriz talentosa mas não ... O foda depois é me sentir mais excitada por ela do que por vários caras que quiserem ficar comigo. Ta foda, to pensando em me afastar radicalmente. Veja mais segredos sobre: ... Veja mais segredos sobre: noivo, decepção, frustração, insegurança, dúvidas, casamento. The Criminal – Caras e Segredos Ola Pessoal, tudo beleza, hoje vós trago um jogo para a página como nome indica “The Criminal – Caras e Segredos” , objectivo deste jogo e descobrir a cara por trás do segredo, vós deixo uma tabela com vários segredos de personagens de “Detective Conan” , vosso objectivo como mencionado ... Esse método foi testado em caras gordos, magros, ricos, “pobres” e funcionou em todos, basta seguir e PRATICAR cada assunto ensinado.Fique tranqüilo o produtor do curso te dará 30 dias de garantia.Para você analisar o conteúdo e Durante esses 30 dias você poderá pedir reembolso quando quiser.E ainda terá o seu dinheiro totalmente de ... Neste artigo sobre vkool.com, Vou dar-lhe 6 de sucesso dicas de data cegos que podem ajudá-lo a superar sua ansiedade e se sentir relaxado e confortável com o outro dentro de alguns segundos. Leia o artigo para saber mais. 1. Prepare For The Best: Preparação é o primeiro segredo importante de dicas encontro às cegas caras. Todas as notícias dos famosos, realeza, moda, beleza, culinaria, decoração, as mulheres mais elegantes e mais no site da revista Caras Sobre a revelação do segredo de Cristiano Ronaldo: 'Como é que ele arranja tempo para fazer cinco sestas por dia?' mais sobre O jornal The Sun parece ter descoberto alguns dos segredos do craque para a sua boa forma física: tem de comer seis refeições por dia com muito peixe e muita carne. Culinária italiana: 6 livros ...

Najiyu Ep 8 - A rainha dos gatinhos

2020.09.10 16:10 henrylore Najiyu Ep 8 - A rainha dos gatinhos

**aparece um garotinho andando por aí se equilibrando em pedaços de madeira jogados na rua, pulando de pedrinha em pedrinha pra não pular nas frestas, um garoto normal andando pelo reino de catcastle
??: *comprando um sorvete de morango (é um garoto normal, de cabelo castanho, um colar com uma pedra de pingente, um amuleto)
*tomando o sorvete enquanto...
??²: *olhando pra ele escondido atrás de um telhado, olhando fixamente pra ele através das tendas de venda
hmm.....
*da pra reconhecer q é a mesma pessoa que tava no trem, roubando todo mundo, as orelhas de pelo cinza, os olhos azuis
*se esconde
...
**voltando...
Ne: nós precisamos falar com a rainha may
Hb: iiiii calma aí
a gente precisa conhecer vocês primeiro! já chegaram querendo entrar no castelo, não funciona assim aqui...
Ne: ...
H: *olha pra Nevaska e volta o olhar pra eles dois
tá, então vamos conhecer o reino inteiro?
Li: rapaz o reino inteiro eu não sei não viu, mas grande parte a gente consegue mostrar
Hb: faz sentido, vamos nessa
vocês provavelmente vieram cedo pro festival da música, o pessoal só chega daqui a alguns dias, eles nunca chegam exatamente no dia do festival....
H: por que não tem tanta gente aqui?
Hb: eu não sei, a galera curte os festivais mas na hora de morar eles desistem
H: hmmmm...
(a postura do Hb é super tranquila perante a tudo oq tá acontecendo, parece que ele faz aquilo ali todo dia)
L: e aquele castelão ali?
eu sempre quis um castelão
Hb: o castelo é da rainha, só entra lá quem tiver coisas importantes pra falar
com os tickets
*puxa uns papeizinhos do bolso e mostra
H: e isso aí são os tickets?
Hb: é... a maioria
eu presumo que alguns aqui são umas multas ou mensagens de fãs mas não tem segredo
eu tenho que ler os tickets ainda...
Li: o hb é preguiçoso, liga não
Hb: você que é chata
P: *sussurra no ouvido do Henry
o que tá acontecendo
H: eu sei lá
L: mano isso é maneiro
isso tudo é muito maneiro
Hb: algum de vocês quer casar?
H: °°
L: que
Ne: ????
P: err
Li: nao doido não com ele, é que ele é padre
H: aaaah
L: Hmmmm. faz sentido
EI CARA EU POSSO SER PADRE?
Hb: -'
L: MANO EU SEMPRE QUIS SER PADRE NAMORAL DEVE SER MANEIRISSIMO
Ne: Lusk...?
L: o que foi é minha chance de ser padre
Hb: calma lá amigo não se emociona
H: •-• carceres luskeiros
Li: rapaz vocês são energéticos
gostei
Hb: bem, pra ter a confiança de vocês eu tenho que apresentar vocês pros outros guardas daqui
P: guardas?
Li: tem guardas moradores velhos... tinham patinhas...
P: patinhas?
Li: é como a may chama os indicados a guarda por aqui
a gente separa esse pessoal em categorias e coisas que eles merecem por ações que eles fazem
o hb por exemplo é um guarda
Hb: oi
L: QUE MANEIRO Eu gostaria de guardar.
H: *olha pro lusk com uma cara bem séria
L: opa
Ne: então é só a gente conhecer os outros caras que a gente pode falar com a rainha
Hb: calma lá eu preciso deixar eles cientes de que vocês tão aqui, porque não é nada contra, mas a gente precisa ter certeza de que vocês são confiáveis
Ne: aaaa-
H: tranquilo
Hb: vem cá
**vão em direção ao castelo, e na porta já percebem um cara do lado dela, bem alto, que olha pra eles e diz
??: Olá. bem vindos ao catcastle!
Hb: esse aqui é o gui, ele é show de bola
Gui: opa meus queridos, tudo show?
*abraça pra cumprimentar eles já que ele é muito alto mesmo
L: caraaaaca
Gui: vocês podem me chamar de gui, ou de gordo
L: GORDAOOOOO
Li: *chega perto do Henry
rapaz esse teu amigo grita que é um tanto não?
H: eh-
*puxa o lusk
Calma cara.
L: COMO QUE EU VOU ME CONTROLAR COM TANRA COISA MANEI-
Ne: *da uma cotovelada na costela dele
L: a-
Hb: Gui, eu vou levar eles até a rainha, cuida da porta aqui enquanto eu não chego ok?
Gui: pode deixar
Hb: *abre a porta
**veem um corredor enorme cheio de armaduras e quadros, com uma escada no fundo
H: corredor bonito
L: foi o que ela disse num campeonato de corrida
Hb: *guia eles até às escadas, que levam a outro corredor
ué... o gerb era pra ta aqui
Li: *olha pro hb
nao era seu turno doido?
Hb: °°
viiish é hoje que eu perco o caaargo
**vão até o final e param de frente a uma porta vermelha com detalhes de gatos de diamante, mais chique que a porta de fora, com uma tranca aberta, mas que quando fechada parece bem resistente
Hb: ó só
a partir daqui,
cuidado tabom?
H: blz
P: ok
Ne: tranquilo
L: *colocando a mão na costela de dor
tran-quilo
Li: *da dois passos pra trás
Hb: *cuidadosamente abre a porta
**se revela uma sala cheia de janelas, com um tapete roxo no centro, e um lustre enorme com bastões luminosos que soltam glitter visíveis no ar pela própria luz do sol no fundo, se encontra um trono branco e roxo, com uma pessoa sentada, e uma caneca do outro lado
**é então que a pessoa vira pra eles e diz
??: Sim?
H: *ameaça ajoelhar no chão quando...
Hb: eai may tranquilo?
Ma: oi
Hb: eu trouxe uma galera aqui *aponta pra eles
e acho que você devia dar uma olhada sei lá vai que eles são uns chineses infiltrados
Ma: oi gente pessoas novas? *bebe um gole do que ela tá tomando na caneca e coloca no braço do trono de novo deixando pingar um pouquinho pra fora *na hora todo mundo percebe q é café
*desce do trono como se fosse um penhasco
Ma: pessoas novas...!
que surpresa
prazer gente eu sou a MayGabi, rainha dos gatinhos
e dona dessa vila aqui toda!
H: prazer eu sou o henry
P: prazer eu sou a... *pensa em algo
toggi!
H: que?
L: eu sou o grande, glorioso, bonitão, Lusk.
Ne: eu sou a Nevaska
eae
*faz um paz e amor
Hb: eu vou ali pra porta
não aprontem nada viu?
Ma: hmmmm...
o que vieram fazer? normalmente não vem gente pra cá...
...não por enquanto
Ne: nós viemos fazer um trabalho e precisamos da sua ajuda
a gente tá investigando uma pessoa que.. talvez tenha vindo pra cá
e a gente precisaria dos registros de quem entrou na vila ultimamente
Ma: eu não posso sair dando nomes de pessoas aqui pra vocês assim
Ne: hmmm... sabe se viu um cara chamado shibaru por aqui?
Ma: ... Shi- o que?
eu não sei gente, não tem como eu saber dentre tantas pessoas que entraram e saíram daqui
Ne: pode verificar pra gente?
Ma: ...
Ne: *puxa o distintivo dourado do shibaru e joga pra ela
a parada é séria. o cara é da ordem
Ma: *olha atentamente pro distintivo enquanto pensa
Li: não acham que se ele for entrar aqui ele não vai entrar desse jeito assim?
H: hm?
Li: ele entraria escondido se fosse entrar aqui, já que ele é da ordem
se vocês tão procurando ele, ele não ia pra um lugar onde a rainha tem nome de todo mundo que entra e sai
Ma: eu vou verificar os registros.
vejam com os guardas da fronteira se eles encontraram alguém
H: ue mas ninguém recebeu a gente
L: ninguém perguntou nome da gente
Li: tinham dois staffs encarregados disso mas eles sumiram...
Ma: o Bessa e o Clocks tavam encarregados disso no lugar deles. eles devem ter tido algum problema
ou... sei lá
H: ja começaram os desaparecimentos aqui?
Li: ...
Ma: ja começaram?
Ne: é, tá rolando uns desaparecimentos pelo lugar todo
e a gente ta investigando isso
Ma: e o que esse menino tem a ver com isso?
Ne: ele... fez coisas erradas e a gente tá buscando ele
Ma: hmmm.... eu não sei eu não posso julgar algo se eu não sei nada sobre ele né? a gente conversa mais tarde sobre isso, ok?
Lily
Li: sim?
Ma: voce ainda tem o seu hotel né? leva eles lá pra eles passarem essa noite
daqui a uns dias vai ser o grande festival
não quero que vocês vão embora antes disso acontecer
P: pode ter certeza que não vamos, rainha música sempre foi e continua sendo minha paixão eu costumava dançar quando criança
Ma: que interessante... togginha né? hehe
então vão lá
e boa tarde ;3
P: boa tardeeee
Ne: °°
ponce?
P: ah qual foi eu realmente dançava quando criança
Ne: a parada não é essa, você concordou em ir ao festival
e as investigações?
P: seja lá o que o shibaru quer fazer, ele vai fazer em lugares com grandes concentrações de pessoas, e se ele escolheu aqui, esse é o ponto dele
Ne: ...
P: ta achando o que minha filha
Ne: *boceja e bota as mãos atrás da cabeça
mas que saco hein
vai ver tem algo interessante nisso aí
**do lado de fora do castelo
Gui: *fecha a porta
vai com deus, pessoal!
H: aqule mano ali parece ser simpático
Li: todo mundo é simpático aqui...
hummmm *olha pra cima
tá anoitecendo, querem comer alguma coisa
H: beleza
L: eu tô com fome...
P: por que nao falou de comida antes?
Ne: meh
Li: vou apresentar pra vocês algumas pessoas daqui
*abre a porta de uma loja
*bate no balcão
Xiulabi! esse aqui é o cara
Xi: hummm
eai Lily o que trás aí?
Li: rapaz esses aqui são os novos caras que acabaram de chegar aqui
**sai um cara de uma porta do lado
??: hum?
Li: ah e esse aí é o kanix, eles sempre andam juntos
H: o que é essa loja?
Li: essa loja aqui é uma oficina de coisas avançadas, eles usam outros tipos de pedras pra fazerem não só armas mas como máquinas e outras coisas
eles costumam fazer as únicas coisas elétricas daqui
L: comequié??? xilofone?
H: XIXUXI?
Li: xixuxi... aksskakskjs
*olha pro relógio
vixe gente... tá tarde é melhor eu ir
Ne: vai lá
Li: *entrega um cartãozinho pra Nevaska
se vocês quiserem ir lá no hotel vocês podem, tem uma pessoinha lá pra ajudar vocês
;)
*sai da loja
Xi: meeee kanix é melhor a gente fechar também
Ka: verdade bora lá
Ne, H, L, P: *saem da loja
Ne: hotel forestvalley hm?
**veem um vulto preto andando
Ne: *olha atentamente pra ele e percebe um rosto familiar
??: *olhando pro lado procurando algo
Ne: ...
ei!
??: *olha pra eles revelando o rosto, de uma pessoa alta, meio magra mas musculosa *percebe-se, o shibaru olha pra eles e diz
sim?
Ne: é você!
Sh: poxa vida que coincidência né? *tira o gorro do casaco
achei que vocês iam tá numa missão agora
Ne: e estamos
o que você tá fazendo aqui?
Sh: bom, como você voltou eu resolvi tirar umas férias né?
relaxar, botar os pés pra cima, curtir um festival
eu sou humano também, não?
hahaha
H: a gente sabe o que você fez
Sh: o que eu fiz? como assim o que eu fiz?
Ne: a gente viu o corpo da Winry no chão, completamente morto
você não tem nenhum senso de humanidade não?
Sh: o que? o que.. como assim? a Winry, morta?
e como tá o Arthur
L: nao de faz de preocupado, a gente sabe que foi você
P: *olha atentamente pra ele
...
°-°
*fica parada observando
Ne: foi você, a gente tem todas as provas!
Sh: e quais são?
e quem é ela? *aponta com o olhar pra ponce
P: ... foi você...
Sh: ?
P: foi você que me botou naquela pirâmide!
Sh: voce deve tá se confundindo
H: para de fingir, óbvio que foi você
*pega o distintivo do shibaru e enrola num monte de papel
*joga nele
Sh: *segura, depois de bater na barriga dele
...
H: você matou a Winry depois que ela leu isso aí
Sh: ... ela tinha que aprender a cuidar da própria vida...
Ne: COMO É??
Sh: eu particularmente não gosto de deixar outras pessoas verem minhas coisas pessoais...
Ne: ENTÃO VOCE ADMITE QUE MATOU????
Sh: pra calar a boca dela? digamos que talvez
Ne: *avança num ataque de fúria e soca com tudo a barriga dele
Sh: *vai um pouco pra trás e fica parado com as mãos na barriga
*deixa o distintivo cair
ugh
*se ergue e olha pra Nevaska
Ne: seu... MEXILHÃOZINHO
*soca a cara dele e tenta dar outro soco nele
Sh: *segura Nevaska
u-uh guarda???
algum guarda? alguém?
socorro!
Hb: *passando por ali olha e vê os dois brigando
*corre e entra no meio
opa opa opa opa
que isso gente? calma aí..
Ne: como que eu vou ter calma pra um assassino???
*empurra hb
Hb: *quase cai no chão
*levanta meio sério
moça, e vocês vocês vem comigo
H: °°
Ne: hurrrrr
:l
Hb: *segura Nevaska
Ne: EI ME SOLTA
Hb: Clocks
Cl: *surge de trás de uma das casinhas
Hb: ah perfeito, clocks ce consegue levar esses caras aqui pra prisão enquanto eu converso com o senhor aqui?
Cl: *segura a Nevaska
L: ouououou qual foi a gente não vai ser presos não tá maluco????
Cl: *olha pra trás e vê um cara bem alto e forte passando
ei, gerbidal, por favor
Ge: qual o problema?
Cl: cuida desses guris aqui pra mim
Ne: ME LARGA LOGO SEU RELÓGIO
*tenta segurar os braços do clocks mesmo estando imobilizada
Cl: eu quero ver se você vai falar isso depois...
Ge: *carregando um em cada parte de um jeito indescritível
eae pra onde a gente leva essas caçamba véia?
Cl: me segue
*vão se distanciando
Hb: humph
senhor, pode me dizer o que acontece-
*olha pra trás
...
senhor?
...
...
*não tem ninguém...
No próximo do de Najiyu:
Najiyu Ep 9 Nós somos prisioneiros! Por enquanto
🕵️‍♂️
submitted by henrylore to Najiyu [link] [comments]


2020.09.10 16:09 henrylore Najiyu Ep 7 - Nós vamos em busca de pistas! Ao trem! Yahoô

H: *olho volta pra cor normal
P: seu olho voltou ao normal
H: ... oq vc acha q ta acontecendo
P: eu nao tenho a mínima ideia
L: ...
Ne: a gente vai ter que ir pra naji
Ar: v-voce tá doida??? não lembra das missões que mandaram você pra lá? ou qualquer pessoa? ninguém voltou!
v-voce tem certeza???
Ne: não, mas é a única coisa q a gnt tem pra fazer
Ar: ... ferrou.
Ne: então, ponce ne?
P: sim
Ne: a gente precisa pegar uma arma pra você então venha escolher
P: ok!
H: Arthurzao? tá tudo bem?
Ar: *olhando fixamente pro corpo da Winry
... é
H: ta claramente vc n tá bem..
Ar: ...
H: quer conversar?
Ar: *fala sem parar de olhar pra cena
só se você jurar guardar segredo.
H: ...
**tempo depois
H: onde é aqui?
Ar: aqui é o bar do Christian, é um velho muito maneiro aqui da ordem
H: hmmmm
L: bem que eu tava com fome mesmo.
Ar: *abre a porta
Christian...
*surge um cara de dentro de uma cozinha, um cara velho, com um cabelo branco curto, e uma barba longa, sem o braço esquerdo, se apoia no balcão apenas com o único braço
Ch: (uma voz meio de um cara velho)
alô? ah, Arthur! oq houve? você sempre me grita meu caro.
Ar: rolou uma coisa meio ruim agora mesmo, a ordem inteira tá em alarme.
Ch: heh morreu alguém?
Ar: ...
Ch: ah.. Winry..
H: como você sabia?
Ch: ah, deixa que o Arthur te conta, eu tenho que fazer as bebidas
L: ce viu isso mano o cara não tem um braço
H: conta aí Arthurzao
Ar: hmmmmm
H: *bebe refri
Ar: mano... eu gostava de Winry e eu ia me declarar assim que as coisas se acalmassem e tal
mas eu acho que isso nao vai acontecer
H: *cospe um pouco de refri e olha pro Arthur
-'
**ali do lado na loja do ferreiro
Ne: *encostada na porta esperando a ponce
escolhe o que você mais acha que vai ser legal pra você
P: hmmmmmm
*olhando pra todas as armas 5 vezes
Ne: ...?
P: hmmmmm...
Ne: quer ajuda?
P: sério, eu não sei
Ne: tá, olha só
*olhando
espadas são pra pessoas que gostam de ir corpo a corpo, mas você tem que estar atenta a todos os lados pra se defender
lanças são pra pessoas que atacam de longe e de perto, são bem equilibradas
e arcos...
P: ARCO é isso eu quero um arco
Ne: horizontal ou vertical?
P: ... vertical
Ne: *tenta alcançar na última prateleira da oficina mas não alcança
...
P: fofinha
*segura a Nevaska e levanta um pouquinho
Ne: *pega o arco *entrega pra ponce
P: hmmmm
Ne: só não temos flechas, a gente vai ter que pedir pro ferreiro faze-
P: nao precisa!
eu dou meu jeito
Ne: mas é so-
P: a gente não tem tempo, vamos amiga
*segura a mão da nevaska e puxa ela pra fora da ferraria
Ne: que
**de novo no bar
H: ... MANO
Ar: ...
H: é mais pesado do q eu pensava...
Ch: *volta e coloca as coisas na mesa
ah que trabalho, heh
L: *colocando o braço pra dentro da camisa pra ficar sem um braço tbm
Ch: ... tá tudo bem aí menino? heh
L: hmmm, tudo bem
Ch: tá querendo ficar sem braço também? heheheh isso é engraçado
L: cara você não tem um braço como assim
Ch: ah querido eu perdi a muito tempo atrás né? tava numa batalha e o cara resolveu cortar ele fora, aí eu fiquei assim né
L: e aí você ficou sem?
Ch: e o que eu poderia fazer? não tem como eu colocar meu braço de volta, infelizmente eu ainda não sou um lego
hehehehehehehe
L: que maneiro!! e o que você fez com o braço
H: -'
Ch: ...heh o... que você quer que eu faça cara? heh
eu queria botar na porta do bar dando oi ali mas acho que seria muito macabro não? heheheh
L: ahuehee
mas isso atrapalha você?
Ch: nah depois eu acostumei! heh
so me atrapalha pra pegar as bebidas mas é tranquilo
L: quer ajuda aí?
Ch: claramente! heh vem ver minhas bebidas premiadas aqui
L: hmmmmm
*vai pra cozinha
H: cara... mas- você não acha que vai superar isso?
Ar: meh talvez
H: escuta aqui talvez a gente consiga achar algo para conversar com ela! tenho certeza de que ela tá feliz com você aqui
e ela ficaria ainda mais feliz se você fosse descobrir e prender o shibaru
Ar: ... você tem razão cara.
eu irei socar a cara desse shibaru
H: tu vem com a gente ?
Ar: não sei...
eu vou pro festival da música, então ajudo vocês lá na investigação
H: ai sim, eu curti
Ne: *abre a porta gente?
**no anoitecer
Ne, H, L, P e Ar: *olhando pra um túmulozinho escrito "Winry"
Ar: ...
H: *da dois tapinhas nas costas do Arthur
Ar: eu vou arrumar as coisas por aqui e logo sigo missão ok?
Ne: acha que consegue cuidar das coisas lá por mim?
Ar: claro, mestre.
Ne: hehe vai lá fica bem tá?
Ar: pode deixar
H, P e L: *com mochilas prontos pra partir
Ne: tão prontos
L: nunca nasci mais pronto
H: pera você nasceu quantas vezes?
P: tambem, quase morreu ali na pirâmide
L: aaaah qualé
Ne: ele não quase morreu gente
**começam a andar
H: como assim
Ne: quando a pessoa está hipnotizada, 80% do dano causado a ela vai pra versão dark dela
então o dano que o lusk tomou era reduzido
por isso que o bicho morreu antes dele
entenderam?
L: entao por isso tu deu um tempão ao invés de me ajudar?
Ne: sim eu sabia q você não ia morrer
H: oloco vc
**chegam numa estaçãozinha de trem
H: "MayGabi"
que isso
Ne: é pra onde a gente vai
*senta no banquinho
L: Esperemos.
Ne: olha só, tomem cuidado tem altos níveis de pessoas aqui que esquecem as coisas no trem
H: ué pq as pessoas esqueceriam as coisas aqui?
Ne: não sei mas tomem cuidado, não esqueçam nada
L: pode deixar
H: *ve o anoitecer
vocês também sentem algo familiar quando olham pras estrelas?
Ne: *olha pro henry
hm?
H: eu não sei eu sempre senti algo quando olhava pras estrelas
é bem... familiar
Ne: *dá um sorriso e olha pra ele
talvez sua infância tenha sido algo tão curioso quanto a vastidão do universo
amnésia infantil é algo comum da gente ter
e resquícios de memória causam...
sentimentos e tal
P: *olha pra Nevaska e olha pra baixo
H: ta tudo bem?
P: nah so lembrei da minha família, nada demais
H: ... quer conversar sobre
P: hmmmmm talvez mais tarde...
L: o trem tá vindo
**trem chegando e freiando la de longe
Ne: ... vamos?
*olha pra todos com um sorriso
H: ... vamos
**trem para
*Lusk entra primeiro
*Nevaska em segundo
*Ponce em terceiro
*Henry por último
Ne: hmmm é por ali
(o trem tem cabinezinhas tipo o trem de Hogwarts)
Ne: vamos dormir separados né?
L: claramente eu não iria querer dormir aqui com nenhum de vocês.
H: *senta na cabine e mexe nos bolsos
hmmm..
*puxa um dos papeizinhos daquelas páginas do diário de raposas
...
*olha fixamente pra página
L: *bate na parede que dá na cabine do Henry
aí, da pra ver a cachoeira q você caiu daqui
H: *olha e vê, atravessando um lago, em contraste com as nuvens escuras e estrelas, a cachoeira lá longe, e uma pequena silhueta de uma casinha, onde só se vê a luz da janela
H: ... eu prometo voltar... é sério
isso é só-
*olha pro lago e vê o reflexo do rostinho da ponce, do lusk e da nevaska nas janelas
...
por um bem maior
*pega a página e guarda no bolso
*deita na mesa e dorme
...
*tempo depois
**acorda com um barulho muito alto
H: ????
*levanta
*olha pra fora e vê o trem parado e um pouco de neblina
alô? gente o trem parou
...
*sem resposta, abre a porta
*olha aos arredores e não vê nada
*abre a cabine da ponce e da nevaska
*vê as 2 dormindo, a Nevaska babando de tanto dormir
vish ninguém acordou
*fecha a porta e vai até o maquinista
*abre a porta do maquinista e vê ele dormindo
ué...
*ouve um barulho lá atrás e olha
??(pessoa com capuz marrom escuro): *sai correndo da cabine da nevaska com uma mochila
H: EI *corre atrás da pessoa
*tenta alcançar a pessoa
??²(um cara com orelhas cinzas e olhos azuis escuro): *aparece na frente do Henry derrubando ele
H: que?? quem são vocês?
*levanta
??²: ah... só... ladrões de trem
H: essa mochila não é de voces, vocês sabem disso né?
??²: agora é, então vê se não enche o saco
H: *abre a porta da cabine do lusk
Lusk, lusk, lusk LUSKKK
??²: ele não vai acordar, a minha amiga aqui botou todo mundo pra dormir
*aponta pra ??¹
inclusive... eu ainda não sei por que você tá acordado
H: eu sou imune a ilusões
*puxa a espada
??²: filosófico
mas não é imune a mim
H: *cai no chão do nada
??²: *faz uma força de gravidade em cima dele empurrando ele pra baixo
você não consegue nem se levantar depois disso?
H: assim não né fi
*olha pra ??¹
*troca de lugar com ela
??²: °°
H: *tenta segurar o ??²
*aponta a espada pra ele
devolve o que tu roubou.
??²: *segura a mão do henry e lança uma rajada de choque nele
H: *leva o choque e perde a chance de atacar
??²: *empurra ele na parede e segura pelo pescoço
... hm gostei de você
*da um socão na cara dele
H: *apaga
**no dia seguinte
H: *acorda
hmmm.... *vê a mesa, tudo onde ele tava antes
foi só um sonho?
*olha pro lado e vê a mochila da Nevaska
....?
que
Ne: *abre a porta
finalmente tu acordou hein-
EI
Q Q A MINHA MOCHILA TA FAZENDO AQUI
EU TAVA DESESPERADA PROCURANDO ELA SEU SAFADO E VOCE PEGOU
H: eu não peguei nada aqui
Ne: o que você queria na minha mochila?
H: de noite, uns caras vieram aqui e roubaram umas coisas
Ne: conta outra, eu teria acordado
H: hmph...
L: VAMO ACORDAAAAA
NINGUEM GANHA DINHEURO NA CAMA JA QUE ESTAMOS EM TEMPOS MEDIEVAAAIS
P: bom dia
Ne: o trem já vai parar
**trem para
**todos descem e olham nos arredores, uma vila muito linda, cheia de estátuas, uma torre do relógio enorme, uma esfinge, e muitas casas extremamente bonitas (não é na areia)
H: onde estamos?
Ne: na vila da MayGabi
**entram na vila
H: ninguém desceu com a gente?
Ne: não são muitos dias que as pessoas vem aqui
experiência própria
H: mas aqui é tão lindo...
??³: oi?
*aparece na frente deles
bom dia sr (uma menina com duas mechas amarelas, e uma roupa vermelha)
??⁴: fala aí (um cara com moletom preto, e um cabelo preto, e olhos azuis[tô me orientando pela skin])
Li: meu nome é Lily sejam bem vindos a vila
Hb: e o meu nome é hbiujkbn
Li: marrapais já manda o nome inteiro?
L: MANO que maneiro
H: WOOOW
P: *olha pra Lily
hmmmmm...
No próximo episódio de Najiyu:
Najiyu Ep 8 A rainha dos gatinhos
🐈
submitted by henrylore to Najiyu [link] [comments]


2020.09.01 19:36 hmmild Meu feedback sobre New World

I – INTRODUÇÃO

1.Olá, primeiramente, queria dizer que eu sou apenas um cara que gosta de jogar e ajudar as pessoas e, que as vezes algumas ideias surgem à mente, e assim aconteceu durante esse primeiro contato com o jogo e, por oportuno, explicar que aqui são apenas algumas ideias iniciais, que precisam ser trabalhadas, veja bem, ideias, um ponto de vista pessoal, ou seja, apenas uma opinião pessoal como jogador.

2.Eu começo dizendo ainda: difícil não é você conseguir players para um novo jogo, mas sim mantê-los.

3.Aqui estão apenas algumas idéias e análises pessoais de um jogador comum. Muitas coisas que estarão aqui são ideias iniciais e esboços prematuros. Antes de começar, queria deixar uma visão rápida sobre o que eu penso da realidade dos MMORPGs ao longo do tempo:

  1. O mundo já não é mais como era há 10, 20 anos atrás. As tecnologias e as informações estão cada vez mais intensas e aceleradas. Dito isso, na minha análise como jogador há mais de 20 anos, eu percebo que muitas "empresas tradicionais" não acompanharam essa revolução tecno-científica no mesmo ritmo em que elas aconteceram, tanto é que muitas delas, precursoras de alguns gêneros, somam mais prejuízos do que lucro.

  1. Na primeira década do século, podíamos contar nos dedos de uma das mãos os grandes e pioneiros jogos de MMORPG, dentre outros gêneros semelhantes.

  1. Muitos de nós, hoje com seus trinta e poucos anos, ou quase lá, de existência, estávamos na adolescência e começando a engajar nesse universo dos MMORPG, passando horas e horas do nosso tempo imersos em determinado game da espécie.

  1. Pois bem, o tempo passou, e aquela galera que crescia junto com os primeiros MMORPGs foram se ocupando com seus empregos, estudos, família, enfim, já não tinham mais tanto tempo livre para despender aos MMORPG da época, que exigiam e recompensavam os jogadores mais imersivos e dedicados exclusivamente ao jogo.

  1. Nesse contexto, juntamente com o avanço acelerado da globalização, algumas empresas foram rápidas e perspicazes ao perceberem a tempo essas mudanças no mercado. Eis então que surgem e se popularizam gêneros como por exemplo: os mobas, battle royale, os hack and slash, os action rpgs entre outros.

  1. Aqui não vou me alongar muito sobre o tema, apenas dizer que esses gêneros conseguiram contemplar uma gama muito maior de jogadores, como, por exemplo, aqueles que não tem muito tempo para dispor ao game e, também obtiveram uma fatia maior ainda de mercado. Consequentemente, por obterem êxito com essa façanha, muitos jogos explodiram e se popularizam virando fenômenos, trazendo cada dia mais e mais adeptos ao seu nicho.

  1. Agora, no cenário atual, o jogador que joga 12 horas por dia e o jogador que joga apenas duas horas, estão num cenário de igualdade. Uma vez que o mundo e o mercado mudou, o foco dos games mudou, as pessoas mudaram, as tecnologias mudaram. Porém, muitas empresas, que desprezaram até a própria comunidade, não conseguiriam enxergar isso e foram à falência, já dizia Cássia Eller: “Mudaram as estações e nada mudou...♫”

  1. É possível perceber, que esses novos jogos buscam manter sempre um cenário justo, equilibrado, alinhado a diversão, interação e o constante progresso, valorizando outros aspectos em detrimento ao tempo gasto com o jogo e execuções de ações massivas, repetitivas e cansativas. Agora há um equilíbrio natural, o principio fim é, por exemplo, a habilidade individual e o raciocínio de cada jogador, e não mais nos itens e nas vantagens dos leveis que o jogador adquiriu jogando 25 horas por dia. Agora, para você conseguir progredir no game e estar entre os melhores, não é preciso ser um “crackudo” e totalmente aquém da realidade.

  1. Dito isso, deixo algumas questões? Qual caminho New World quer seguir? O que New World quer contemplar? Qual o público alvo do New World?

  1. Eu acredito que assim como algumas novas empresas estão fazendo e, conseguindo sucesso com isso, a Amazon, com o New World, pode focar o máximo possível na igualdade e num sistema justo de progressão, encaminhar as dificuldade e os desafios dentro do jogo para o ponto certo, e não mais ficar na mesmice falida de sempre.

  1. Se a Amazon conseguir isso, New World tem um potencial enorme de crescimento e de dar um passo importante para uma nova era dos gêneros de MMORPGs . Mas para isso, na minha singela opinião, é preciso deixar de lado alguns preceitos ultrapassados que já não se enquadram mais no mercado atual.

  1. Dessa forma, é necessário reinventar e criar novos paradigmas e, antes de mais nada, é fundamental ter muita coragem e não ter medo de errar, para que no fim, não seja apenas mais um no meio de tantos jogos horríveis que já existem, e que ainda insistem na mesmice ultrapassada de outrora.


II – OBSERVAÇÕES INICIAIS SOBRE NEW WORLD


  1. Acredito que New World precisa ter um proposito inicial mais conciso, seja para atrair novos jogadores, seja para mantê-los. É preciso haver uma ideia central que faça com que o game não se torne algo repetitivo, enjoativo e com um fim precoce.

  1. Como fazer isso? Primeiro de tudo, o game deve ter um sistema justo e igualitário para todos. Como assim? Deve recompensar dentro das proporções todos os jogadores de maneira igual, seja o que joga sozinho, seja o que joga em grupo, seja o que joga 20 horas por dia, seja o que joga duas horas, ponto.

  1. O quesito, por exemplo, da "sorte aleatória", pode ser bem melhor trabalhado para esse aspecto. Abordo esse tema melhor no item VIII do tópico. Isso possibilita que os jogadores tenham em mente que em New World a qualquer momento a sua sorte pode mudar, e que mesmo você jogando pouco tempo, você pode ter a chance de ser agraciado de alguma forma com a sorte.

  1. Outra fundamental observação é que devem existir temporadas sazonais, sempre com atualizações e novidades, em busca de a cada nova temporada aprimorar o conteúdo que já existe.

  1. Eu não acredito que o jogo deveria ter uma transição engessada, por exemplo: começa aqui, vai pra ali, e depois terminar lá, mas também não deve ser algo desorganizado e sem sentido, é preciso limitar algumas progressões precoce demais, criar um sistema de penalidades de ganho de experiência, assim tudo terá seu devido tempo para acontecer. O que eu mais tenho observado são players leveis baixos correndo e atravessando para áreas que tecnicamente deveria ser mais perigosa ou restritas para eles no momento. Acredito que as busca pelo level máximo não deva ser algo com grande impacto dentro do jogo, mas também não deve ser desprezado tão facilmente, o foco do jogo não deve ser farmar, farmar, farmar, farmar, farmar, tal área, ou tal monstro. O foco não deve ser o level máximo e suas vantagens extrapoladas. Sinceramente, existem infinitos e melhores aspectos a serem exploradas do que isso.

  1. Dá pra perceber que o jogo mistura um pouco a história da alta e baixa idade média juntamente com o início da formação dos primeiros burgos. O território se divide numa espécie de suserania e vassalagem e mistura a ideia de um feudo/burgo.

  1. Um grande problema que deu pra perceber nesse primeiro teste, é justamente a questão territorial, aparentemente os players tendem a se agrupar na facção que possui mais domínio de terras e mais faccionados afim de buscar mais facilidade dentro do jogo. Isso é preciso ser corrigido, criando algum sistema de equilíbrio natural, fazendo com que esta questão não tenha tanto impacto no jogo.

  1. Acredito que toda facção devia ter pelo menos 1 território permanente e estável sob seu domínio. E que essa questão territorial não influencie significativamente na progressão individual dos jogadores e nas conquistas de desempenho.


III – FLANDERS

  1. Eu acho que seria genial, desde logo, mostrar ao jogador de New World, que o mundo, ao qual ele pertence, é um universo de constante e incansáveis guerras, paralelo a luta pela sobrevivência e a oportunidade de ter seu nome na história, de ser reconhecido no universo a qual ele pertence, seja pelos seus feitos, maestrias, conquistas, habilidade, enfim.

  1. Antes de falar sobre o que acho sobre o sistema de guerra de New World, quero começar pelo sistema de “zona de Flanders”. Para quem não conhece, Flanders (atual Bélgica) foi uma região de intensa batalha entre França e a Inglaterra pelo controle do Canal da Mancha, um local de comercio lucrativo e ponto estratégico para quem o dominasse, e que deu contornos a “Guerra dos 100 anos”.

  1. New world poderia trazer áreas de intensas batalhas e diversas disputas, essas áreas seriam zonas neutras de pvp obrigatório, monstros e bosses de extrema dificuldade e difíceis de matar, porém o foco dessas áreas jamais poderia ser a experiência de leveling ou loot, mas sim a sobrevivência e o combate frenético. As facções estariam em intensas disputa, estariam preocupados em matar os super Bosses, matar as facções rivais e sobreviver. Não podem por exemplo ser aceito formação de grupo nessas áreas (precisa ser estudado). No final, conseguem as recompensas pela morte do Boss, se conseguirem mata-lo, apenas os membros da facção que causou mais dano à ele. Deve ser uma área com desafios difíceis pela sobrevivência. Para essas áreas podem haver por exemplo 3 divisões, até o lvl 20, do lvl 21 ao 40, e do level 41 ao 60, restringindo o acesso de cada area pelo level e títulos (vou falar sobre eles abaixo) dos jogadores. Novamente, o equilíbrio é tudo. Acho que pra uma ideia inicial nesse sentindo é isso.


IV – RANK E ALGUMAS CONSIDERAÇÕES SOBRE O PVP

  1. Um sistema de rank das mais variadas categorias deve haver em new world, é mais um objetivo a ser almejado pelos jogadores. Desde da divisão por quantidade de abate, até a divisão de level de colheita e ouro.

  1. Por exemplo, um divisão para o rank de abates e mortes, com algumas peculiaridades. Uma ideia inicial nesse sentindo seria: para cada abate que você conseguir no mundo aberto você soma 2 pontos no rank, para cada morte você diminui -1 ponto. Abater jogadores 10 leveis menores que o seu, você não pontua, morrer para jogadores 10 leveis menores que você, você perde -5 pontos. Matar jogadores com 10+ leveis maiores que o seu você soma 5 pontos. Deve haver também um sistema que pontue a assistência nos abates, para contemplar todos, principalmente aqueles que querem focar seus personagens em cura e proteção por exemplo.

  1. É preciso estudar também, como funcionaria o abate e a morte do jogador estando em um grupo.

  1. Durante a guerra os abates não contabilizam, há tão somente uma nota geral pela vitória ou pela derrota.

  1. O pvp em mundo aberto: deve acontecer num cenário mais justo possível, se o jogador for abatido por um grupo, o jogador que morreu não deve ter tantos prejuízos, isso se eles estiver solo, e o grupo que o matou não deve ter tantos benefícios, no fim o jogo deve contemplar sempre um ambiente justo e equilibrado. Consegue êxito por exemplo, aquele que tem uma melhor habilidade de combate, independente apenas dos itens que carrega, que montou uma emboscada bem sucedida, que atacou na hora certa, que conhece os limites do seu personagem, que sabe usar um contra-ataque, que combinou melhor seus pontos de habilidade, enfim. E na guerra vai vencer o que tem uma melhor estratégia, uma melhor tática, que sabe a hora de atacar, recuar. É preciso criar um sistema justo, durante o tópico vou deixar algumas outras ideias de como poderia ser isso.

  1. Basicamente é deixar claro que você ter um item lendário, não deve lhe tornar uma lenda.

  1. O jogo deve primar sempre pelo justo e o equilíbrio.

  1. Ayrton Sena e eu, cada um com uma Ferrari igual, mas no final a gente sabe o resultado, o melhor sempre ganha é claro, que nesse caso seria eu, obviamente, :rofl:. Mas deixando a brincadeira de lado, o que eu quero dizer com isso é que a vitória deve acontecer não porque o carro desse ou daquele é melhor, e sim porque naquele momento, naquela disputa, quem estava no volante foi melhor. Mantendo a analogia, na realidade atual, quem ganha é quem tem o melhor carro. Agora eu pergunto, atualmente, quem assiste, se entretém e se empolga com a Formula 1? É apenas uma analogia exemplificativa.


V – SISTEMA DE CONDUTA

  1. ​​Minha ideia principal neste item é o sistema de conduta junto com o faccionado renegado.

  1. Para entender minha ideia, primeiro quero que você entenda um pouco como ela é desenhada em minha mente. Eu dividi a conduta dos jogadores em duas, vou chamá-las de conduta azul e vermelha.

  1. Faço parte de uma facção, mas não gostei e quero mudar, posso? Depende, você está disposto a pagar o preço? Você será caçado por sua traição, seu nome estará nos murais das cidades e uma recompensa por sua cabeça será imposta, os membros da sua atual facção irão lhe caçar em busca da recompensa e de vingar sua traição.

38.CONDUTA AZUL: você ganharia pontos de conduta azul quando trabalhar em prol da facção, para cada boa conduta você ganha pontos de conduta azul, por exemplo, participação em guerras e invasões, abate de membros de outra facção, etc.

39.CONDUTA VERMELHA: seria o oposto da conduta azul, a cada “sabotagem” você perde a conduta azul, zerando sua conduta azul, ela fica negativa e começa a ficar vermelha, ao atingir uma certa quantidade de conduta vermelha você pode trocar de facção. Para ativar os pontos negativos de perda de conduta e ganho de conduta vermelha, você precisa encontrar um NPC que aparece em áreas aleatórias de vez em quando. Não pode ser previsível. Você fará uma missão que lhe permitirá realizar atos de traição ou sabotagem, como, por exemplo, matar membros de sua facção atual, a partir do momento em que você faz o primeiro ato de traição em busca de ativar a conduta vermelha, você já está marcado para morrer por causa da traição. Quanto mais atos de traição você fizer, maior será a recompensa por sua cabeça. Quando você trabalha contra a facção em busca de ser um renegado, sua cabeça está em alta e as punições são severas, ainda é preciso trabalhar nessa ideia, é apenas um esboço inicial.

  1. Uma das muitas consequências dentro da mudança de facção pode ser que o jogador perca todo o progresso de classificação, conquista e itens dentro dos armazéns de sua antiga facção, algo mais ou menos nesse sentido.

  1. Marechais e membros de altos cargos não podem mudar de facção. É preciso encontrar um título ou um limite em que a mudança é possível e o jogador se torna um renegado.


VI – TÍTULOS

  1. Acho que isso é uma oportunidade única.

  1. Implementar um sistema de títulos é um desafio e objetivo adicional para os jogadores almejarem dentro do jogo. Mas não é qualquer sistema. É um sistema único, grandioso e revolucionário.

  1. O que seriam os títulos? Primeiro, os nomes aqui são apenas para exemplificar algo que pode ser muito melhor trabalhado.

  1. Em primeiro lugar, cada facção deve ter seu “Marechal”, é mais um objetivo para os jogadores perquirirem dentro do jogo.

  1. O título de Marechal de uma facção nada mais é do que seu representante de honra e comandante máximo dentro do jogo, e esse título deve ser temporário e obtido por meio de eleição e / ou disputa em um grande evento de batalha entre os integrantes da facção, que preenchendo alguns requisitos e outros títulos pré-existentes poderão disputar essa posição.

  1. Mas para você ser um Marechal, você precisará primeiro ter alguns outros títulos, só então você poderá competir pela vaga de Marechal, em um grande coliseu, por exemplo.

  1. Todos os jogadores que foram inscritos para competir pela vaga do Marechal, competiram em um campeonato de disputa 1vs1 pelo título, até que remanesçam apenas dois que disputarão o confronto final pelo título de Marechal.

  1. Como você se qualifica para competir pelo título de Marechal?

  1. Para entender isso, você deve primeiro entender como isso é desenhado em minha cabeça:

  1. New World, a meu ver, tem uma grande oportunidade de revolucionar os jogos MMORPG. Uma chance de ouro. Faltam apenas alguns ajustes e um propósito único, grandioso e consistente.

  1. Minha ideia consiste em alguns “planos de carreira”, novamente são apenas nomes exemplificativos. Se você ama pvp, venha jogar New World, se você ama pve, venha jogar New World, sem você adorar criar e construir, venha jogar New World, se você gosta de andar pelo mapa e ser um explorador, venha jogar New World, se você quer ser muito rico e exibir suas conquistas, venha jogar New World.

  1. Em New World não deve existir aquela mesmice engessada de sempre, mago, cavaleiro, curandeiro, arqueiro, não, não e não. Em New World cada jogador montará sua própria “classe” de acordo com seu perfil, estilo de jogo e objetivos dentro do jogo. Por exemplo, você adora o pvp? Então busque os títulos e conquistas que te fortalecerão nesse quesito. Você ama o craft? Então busque os títulos e conquistas que te fortalecerão nisso. Você é um jogador mais focado no pve? Faço o mesmo, busque seus títulos e conquistas para você conseguir se destacar nessa area. O que eu quero dizer com isso é que com um sistema único e infinito você pode finalmente moldar seu personagem de acordo com suas pretensões, nenhum personagem será igual ao outro. Você quer usar bastões mágicos com foco no pve? Você então buscará dentro do jogo quais conquistas e títulos combinaram com sua maestria, itens, perfil, status, pretensões, enfim, as possibilidades são infinitas.

  1. Eu acredito que cada facção precisará de jogadores das mais diversas áreas, jogadores com habilidades de pvp, jogadores com habilidades de pve, jogadores com habilidades de artesanato, jogadores com muito dinheiro para financiar a manutenção das cidades e guerras, todos são importantes dentro de New World, independente do level e perfil do jogador, todos têm um papel dentro do jogo.

  1. Se o jogador quiser ser um expert em combate pvp, ele vai buscar uma carreira ideal que se encaixe com o seu perfil e lhe proporcione isso, primeiro focar em um titulo máximo e nas combinações de conquistas adjacentes que ele achar melhor para seu estilo, como por exemplo: General ( mais focado em combate corpo a corpo), Alquimista-mor( mais focado em dano magico e bastões mágicos), Mestre-Sacerdote (dano magico e cura), etc... São apenas alguns nomes exemplificativos.

  1. Se o jogador quiser se especializar em lutar contra bosses e monstros épicos e lendários, ele buscará o título e os caminhos para ser um Mestre Caçador.

  1. Se o jogador quiser ser um Mestre Artesão, com crafts poderosos, valiosos e exclusivos, que só ele pode fazer, então seguirá este caminho profissional.

  1. Se o jogador quiser ter muito dinheiro, com grandes aquisições, vantagens comerciais, casas, ele buscará o título de Barão-mineiro.

  1. As possibilidades são infinitas, as combinações de maestria, armas, estilo de jogo, títulos, interesses, objetivos, tudo, é um imenso mundo a ser explorado.

  1. Com alguns ajustes aqui e ali, este jogo se torna o melhor.

  1. Exemplo disso? Se você quer ser um artesão, seus serviços serão solicitados, pois somente você poderá fabricar certos itens com a possibilidade de conseguir modificações raras e valiosas, por exemplo, somente você poderá esfolar certos monstros que precisam um alto grau de maestria, e esse nível apenas os artesãos podem alcançar.

  1. Neste ponto do item, seria um mundo extraordinário, se New World seguisse esse caminho: Se ao invés de todos os monstros soltarem o mesmo item por exemplo: “couro cru”, por que não soltar itens específicos, como: couro de lobo, couro de coelho, couro de crocodilo, isso iria expandir um universo de craft extraordinário, um mercado único, os jogadores quem quiserem ser artesões teria algumas vantagens ao escolher essa carreira, só eles que poderiam esfolar alguns monstros e manejar crafts mais complexos. Esses comentários são apenas algumas ideais e exemplos que precisam ser explorados e trabalhados.

  1. O mesmo vale para o jogador que quer ser um Barão-mineiro, você com esse título máximo, pode ir até o nível 100 de mineração por exemplo. Sem o título, você só pode ir até 50, por exemplo. São ideias e combinações infinitas.

  1. O mais importante é que cada título tenha um “Plano de Carreira”.

  1. Por exemplo, se o seu forte é o combate corpo a corpo e você é focado no pvp, eu diria que você ia querer seguir a carreira de General, começando com o primeiro título de soldado, depois de algumas conquistas torna-se sargento e assim por diante até chegar ao último posto de general. Os nomes são apenas exemplares. Se esse é o seu propósito dentro do jogo, estar focado na guerra, combate corpo a corpo e no pvp, você vai buscar fazer conquistas e adquirir os melhores títulos que combinem com seu personagem, itens, maestria, etc.

  1. Ou talvez você queira dominar a arte da magia ou da cura e seguir a carreira de curandeiro ou mago. De qualquer forma, as possibilidades são imensas.

  1. O segredo e o desafio seria encontrar a melhor construção para o seu perfil, entre seus títulos, maestria, equipamentos, atributos e finalidades, por exemplo, você é um grande jogador de pvp, a lenda do combate, porém, em uma invasão de monstros os jogadores mais focados no pve, que são especialistas em abater monstros, teriam uma pequena vantagem nesse quesito, já que essa seria sua especialização. Mas cuidado, não são apenas os caçadores que poderão matar ou impactar os lendários bosses e monstros, apenas terão uma ligeira vantagem neste aspecto, pois essa seria sua carreira e função dentro do jogo, eles nasceram para isso.

  1. Se um jogador quer estar focado no pvp, mas também quer uma melhor performance para matar monstros, por exemplo, ele deve investir um pouco mais para ter uma melhor performance na luta contra monstros, e encontrar qual combinação de títulos é melhor para ele. Existem desafios e possibilidades a serem estudados, que cada jogador terá que descobrir dentro do jogo, qual o seu perfil?!.

  1. Por exemplo como seria um modelo disso na minha cabeça:

Exemplo 1
Eu quero ser um jogador focado no pvp e combate corpo a corpo:

Carreira de General
I - Título de soldado: +3 de força
II - Título de sargento: +2% de dano com arma de uma mão contra players
III - Título de tenente: +2% de resistência física e magica contra jogadores
IV - Título de capitão: +5 de força
V – General: +5% de danos contra player segurando arma de uma mão ou escudo

Exemplo 2
Eu quero ser um jogador focado no PVE e combate a distância:

Carreira de Grão Mestre Caçador
I – Título caçador 1: +3 de destreza
II –Título caçador 2: +5% de dano contra monstros
III – Título caçador 3: +5% de resistência contra monstros
IV – Título caçador 4: +5 de destreza
V – Grão Mestre Caçador: +10% de dano a distância contra monstro

  1. Os bônus dos títulos dentro do jogo, é algo a ser estudado e trabalhado cuidadosa e profundamente.

  1. Neste sistema, novamente, apenas um exemplo, cada jogador só poderia habilitar um único grande título principal ou plano de carreira principal e ter um número limitado de especializações menores. É um universo a ser explorado.


VII – LIMITES E PENALIDADES

  1. Aqui não tem muito segredo, o jogo precisa ser o mais amplo possível, não deve haver muitas restrições de uso de itens, você pode usar o que quiser, desde que preencha alguns requisitos.

  1. Os status precisam ser melhor trabalhados. Combinar determinada quantidade de atributo necessário para usar um item e/ou upar uma habilidade de maestria é algo que pode ser bem melhor trabalhado. Pode acrescentar também combinações com os títulos e plano de carreia. São muitas possibilidades.

  1. É preciso haver sistema de penalidades para ganho de experiência e formação de grupo, tanto para pve como pvp. Isso evita uma serie de problemas dentro do jogo, por exemplo, que players inexperientes e leveis baixos sejam “carregados” por outros jogadores até um momento do jogo ao qual eles não deveriam estar.


VIII – ÁREAS EXPLORÁVEIS E MONSTROS MISTERIOSOS

  1. Em primeiro lugar, para entender como isso está em minha mente, isso deve ser encarado como algo extremamente raro e completamente aleatório.

  1. A ideia não é algo: “Eu vou entrar no jogo e fazer isso”. NÃO, você não vai.

  1. É algo assim: você está caminhando no mundo aberto, no meio do nada, não é um lugar específico, não é um monstro específico, não é um momento específico, é simplesmente aleatório, não é um respawn fixo, não é você quem decide, não há cálculo, não há uma forma de você “farmar” isso, é algo totalmente imprevisível, ao acaso e por sorte.

  1. De repente você vê, não sei, um coelho diferente (monstro mistérioso), você mata e quando analisa e você tem a POSSIBILIDADE de conseguir algo valioso, veja só, eu disse que você tem a POSSOBILIDADE, por exemplo, de conseguir uma pedra valiosa, ou um componente que pode ser usado para um craft valioso, etc. Veja bem, e atenção, além desses monstros misteriosos aparecerem de maneira totalmente aleatória, a chance de conseguir alguma coisa deles também é totalmente dependente da sorte.

  1. Outra coisa que poderia existir com a mesma ideia, são áreas e / ou objetos exploráveis. Uma gruta misteriosa por exemplo, uma garrafa no meio do rio, um arbusto, coisas que o jogador tem a opção de explorar ou entrar. Mas, novamente, são coisas totalmente aleatórias, que não estão disponíveis para sempre, possuem um curto período de tempo para serem exploradas.


IX – OUTRAS IDEIAS POSSÍVEIS


  1. Futuramente, caso a comunidade e o jogo queiram implementar montarias, ou algo do tipo, é preciso criar um sistema totalmente equilibrado e muito bem elaborado, e que não tenha grande impacto na jogabilidade, eu tenho uma ideia inicial para esse sistema, onde a montaria serve ÚNICA e EXCLUSIVAMENTE para o deslocamento. E o jogador terá que pensar com muito cuidado se vale a pena usá-la para uma determinada viagem.

  1. O jogador não poderá usar a montaria o tempo todo.

  1. Haverá restrições de área para montarias.

  1. O cavalo terá uma barra de energia que tem um tempo de recarga considerável, se o jogador quiser ir para uma área muito longe o cavalo pode ficar cansado, se não tiver condições para suportar a viagem, e assim ele entrará em “tempo de recarga”. O cavalo ficará na mesma velocidade de um jogador se movimentando, até que ele possa novamente desenvolver velocidade, ele poderá fazer isso somente após um determinado percentual de energia recuperada. O jogador não poderá realizar ações em cima do cavalo. Se o cavalo ou o jogador for abatido, o jogador cai e terá que decidir se corre atrás do cavalo, foge ou vai para o duelo. O jogador precisa ir até o cavalo caso perca o controle dele e o animal saia correndo pela floresta. O jogador não pode fazer algo como assobiar e o cavalo aparecer misteriosamente. Caso o jogador se perca do seus cavalo ao fugir dos inimigos por exemplo, passado algum tempo o cavalo dará respawn na cidade onde o jogador tenha feito seu “check-in”.

84.Os acampamentos devem ter estábulos para o cavalo descansar e recuperar as energias mais rapidamente, porém não deve ser algo instantâneo. De qualquer forma, há muitas variáveis em mente para isso.


X – CONSIDERAÇÕES FINAIS

Eu tenho várias outras ideias, mas por enquanto acho que é isso.

O mais importante é que o jogo entregue uma gama infinita de possibilidades alinhadas as mais variadas formas e estilos de jogos. Se você gosta do pve, você vai ter suas inúmeros funções e caminhos para de divertir e crescer dentro do jogo, benefícios de craft, farms, você pode ter um papel de destaque nas invasões de monstros e lidar com bosses difíceis, você pode conseguir riqueza e gloria nesse seguimento e estilo de jogo, igualmente se você gosta de pvp, com as intensas guerras e os espólios das batalhas pvp. Acredito que em New World toda facção vai precisa de bons jogadores de pve, com os benefícios que estes jogadores podem ter para lidar com monstros poderosos, crafts, colheitas, mineração, como também precisar do talento de bons jogadores de pvp para as batalhas e guerras. Basta encontrar o equilíbrio do sucesso.

Essas são minhas considerações em face desse primeiro contato com o jogo.

Espero profundamente que o jogo não seja apenas mais um no meio de tantos outros horríveis que já existem.

A Amazon tem plena capacidade e poder para revolucionar mais esse mercado.

Espero que alguma coisa aqui tenha contribuído com algo, e torço pelo sucesso do jogo.

E continuem sempre olhando para o Brasil, aqui também tem mercado e pessoas capacitadas para fazer muita coisa pelo mundo, tanto real como virtual. Abraços!
submitted by hmmild to New_World_MMO [link] [comments]


2020.09.01 17:47 jorgiamigao Eu seria babaca por fazer um RPG "escondido" dos meus amigos?

Ola turma, Luba, editores, gatas e papelões.

uns 2 meses depois que eu acabei de assistir o segredo na floresta eu quis reassistir só porque sim. E quando eu cheguei no episodio 5 eu pensei no quão legal seria se eu mestrasse um RPG, já que eu nunca nem participei de um. Ai eu convidei meus dois grupos de amigos e a maioria aceitou (vou chamar de carls, marls, iarls e jarls), o jarls já tinha me dito que queria muito jogar RPG então ele foi o que ficou mais animado. Porem, o iarls e o marls não falavam nada no grupo do watz quando eu mandava as regras e as atualizações de como tava ficando (eu não tinha nada pra começar o RPG além do osnf, então eu meio que criava as minhas próprias regras). Então em um certo dia o carls me chamou no privado falando mais ou menos isso: "sobre o RPG, eu acabei a história do meu personagem e fui falar pro meu pai e ele disse que iria acompanhar e se tivesse coisas muito "satânicas" eu não vou poder participar" e isso foi muito ruim pq nesse RPG iria ter uma outra dimensão com criaturas e se vc beber o sangue dessas criaturas vc vira um mago, se quiserem eu explico melhor. E até esse momento o iarls começou a falar, ele me fez algumas perguntas, me zoou, o de sempre mas o marls não tinha dito nada até aquele momento. E enquanto eu tava escrevendo o paragrafo de como funcionaria os dados eu recebi uma notificação no grupo do RPG, era do marls. Assim como o carls a família dele é muito religiosa, e ele mandou um puta textão citando coisas da biblia dizendo o pq ele não poderia participar dizendo que era testemunha de jeová e que magia é ruim, e isso me deixou muito triste, pq eu realmente queria fazer um RPG que fosse tao legal quanto osnf, mas pra isso acontecer teria que ter cenas tao legais quanto (SPOILER) *o deus da morte*, e não teria como fazer isso sem magia tipo: "aparece na frente de vcs *um cara com uma metralhadora*". Então eu falei que era melhor eles criarem um que dê pra todos jogar pq eu não conseguiria fazer algo diferente. Mas eu chamei o jarls no privado pq eu sei que eu posso confiar nele e disse que eu faria esse RPG mas chamaria outras pessoas e não contaria pra eles. Eu seria babaca em fazer isso?
submitted by jorgiamigao to TurmaFeira [link] [comments]


2020.08.23 21:53 bell-bing Fui abusada por ter esse fetiche e me sinto culpada

Primeiramente quero avisar que essa foi uma situação pesada que aconteceu comigo e que preciso desabafar, tem gatilhos na história então se você é sensível a assuntos como abuso melhor passar essa.
Eu (F 24) sempre fui adepta do BDSM, meu ex também era então experimentamos várias coisas dentro desse fetiche. Meu atual namorado não curte o que não deixa as coisas ruins mas acabei reprimindo algumas de minhas fantasias por ele não ser aberto a isso. Em 2018 comecei a faculdade e fiquei muito amiga de uma cara da minha sala que tinha mais o menos a minha idade e vários interesses em comum, a gente ficou muito próximos como amigos a ponto de dividir segredos e falar sobre tudo até sobre sexo e fetiches, eu contei sobre não estar satisfeita pelo meu namorado não topar minhas fantasias, contei alguma delas, e até que uma seria que ele aceitasse fazer um CNC, um sexo sem consentimento mas previamente consentido pelos dois com save word e tudo pra deixar claro que não é um estupro de verdade e sim só uma fantasia, essa era uma vontade que nunca tinha nem contado pro meu namorado já que eu sabia que ele não ia topar, bom esse cara da faculdade também me contou alguns fetiches dele, nada demais, e a amizade normal, nunca dei abertura ou tive interesse pra algo a mais até pq ele já namorava e eu também desde que nos conhecemos.
Esse cara me dava carona até em casa depois da aula quando ia pra casa da namorada pq ela morava perto de mim, uma noite nesse trajeto ele me entregou uma garrafa de “suco” dizendo que era uma nova receita pra lanchonete da namorada ou algo assim que não lembro exatamente, só consigo lembrar que eu bebi e continuei conversando normal até que apaguei. Eu só consigo lembrar de estar meio consciente em alguns momentos e sentir alguém me carregando e mexendo no meu corpo, depois de não sei quanto tempo eu acordei e percebi que estava amarrada em uma cama e sem roupa, esse cara estava esperando eu acordar e então abusou de mim pelo o que eu acho ser mais de uma hora, depois me soltou e foi tomar banho, eu fiquei na cama chorando, me vesti e pedi pra ir embora, ele me deixou em casa e lá eu fiquei por dias sozinha sem coragem de ver ninguém, fingindo que estava doente.
Depois disso dei um jeito de mudar de turno pra nunca mais ver ele mas ele veio atrás de mim pra perguntar pq eu sumi e bloqueei ele em tudo, quando eu disse ele respondeu que eu era louca e ele só estava realizando minha fantasia, que ele achou que eu pedir pra parar e chorar fazia parte da fantasia e só faltou ele dizer que fez um favor pra mim fazendo isso. Eu já estava me sentindo culpada e com isso me senti ainda pior e envergonhada, isso aconteceu a 1 ano mais o menos e nunca tive coragem de contar pra ninguém próximo, nem pro meu namorado. Esse ano comecei a fazer terapia o que está me ajudando a aceitar melhor e agora fico me perguntando se eu devia contar isso pro meu namorado, ou até mesmo pra namorada (agora noiva) desse cara que eu não acho que esteja segura com uma pessoa dessas.
Obrigada quem leu o relato e que também possa servir pra lembrar que fantasias não podem ser confundidas, consentimento sempre vem primeiro.
submitted by bell-bing to sexualidade [link] [comments]


2020.08.19 21:09 ImNotYourBitchBitch Minha Irmã É Extremamente Tóxica

Oii, meu nome é X, tenho 13 anos e uma irmã extremamente tóxica.
Desde pequeno, já não nos dávamos bem, mas tudo acabou por piorar quando crescemos. Ela revelou que era abusada sexualmente por um parente próximo desde muito novinha, e por isso desenvolveu Borderline. No caso dela (eu não sei se é algo que aconteça em todo caso) ela acabava por vir a desmaiar e voltar com uma personalidade diferente. Infantil e fria.
Ela foi levada a diversos terapeutas e foi muito medicada. Nessa época nossos pais acabaram por se divorciar, e nisso minha mãe, meu irmão e eu fomos morar com nossa avó em outra cidade, enquanto meu pai cuidava dela em nossa cidade natal. Minha mãe a visitava frequentemente (mesmo que fosse recebida com ofensas e até mesmo agressões). Enfim, o tempo passou (cerca de 1 ano e meio) e voltamos para a cidade, onde minha irmã vivia alternando entre morar com meu pai e minha mãe (mas sempre xingando os dois).
Os anos foram se passando e eu fui descobrindo coisas sobre mim, como a bissexualidade, e como todos sempre disseram, fiquei mais afeminado. E com tudo isso também acabei virando muito amigo da minha irmã, inclusive contei a ela sobre minha sexualidade depois de muita insistência por parte dela(o que foi meu pior erro). Nessa hora ela começou a mudar, passou a se tornar cruel comigo e as vezes até me expor na frente de familiares e amigos. Porém, eu pensei que não era culpa dela e sim da doença dela.
Meses depois, viajamos com um pessoal da família da minha mãe pra Bahia pra podermos passar o revellion na praia, mas o pior aconteceu. Por algum motivo, ela brigou cmg e tomou meu celular desbloqueado, e eu nem liguei, pensando que podia confiar nela, mas ela fez questão de expor o nome de contato que eu tinha dado para uma amiga: Fulana Namorada Hétera. Era uma bobagem que a gente tinha entre amigos, mas ela fez questão de falar no carro com todo mundo (as vezes pode ser exagero meu, mas eu me senti mal na hora). Alguns dias se passaram e ela falou comigo de um menino que eu gostava a tempos, e que nunca tinha nem sequer contado pra ela (inclusive, eu tinha escrito uma carta pra ele no Cel, e não duvido que ela tenha achado e lido no dia que ela viu o contato).
Então o ano seguiu, e a cada discussão nossa, ela fazia questão de expor coisas sobre mim, que eu buscava manter em segredo. Chegou a um ponto dela simplesmente abrir a boca quando estavam só nós dois e minha mãe e dizer simplesmente: "O X. é bi" e obviamente eu desmenti tudo que ela disse (e ainda teve a cara de pau de perguntar por que eu tinha desmentido sendo que desde o início pedi para que ela não contasse a ninguém). Mais tarde, eu ainda consegui descobrir até que ela já tinha contado pra minha mãe sobre o menino que eu gostava (o da carta).
Além disso tudo ela insiste em falar a todo momento comigo que eu sou gay e que estou errado quanto a minha sexualidade (E detalhe, todos os namorados dela AMAVAM me zoar com ela falando que eu estava no armário e que eu só tinha medo de me descobrir). P.S.: Isso é um puta trauma pra mim por que desde pequeno sempre fui bombardeado de piadas de ambas famílias sobre minha sexualidade e inclusive apostas nas minhas costas de com quantos anos me assumiria, e até hoje isso me magoa.
Eu penso que por conta da minha idade eu poderia estar sendo dramático em toda essa situação e que seria algo muito drástico corta-la da minha vida, e se não for gostaria que me ajudassem a descobrir como posso fazer isso.
Muito obrigado pela atenção,
💛.
submitted by ImNotYourBitchBitch to TurmaFeira [link] [comments]


2020.08.19 17:00 fabioassuncao Uma tragédia de três cavaleiros

O texto abaixo é uma tradução da teoria bem conhecida, de mesmo nome, elaborada por u/M_J_Crakehall.
………………………………………………...
Os Ventos do Inverno tem muitos fios de enredo soltos, muitos dos quais são difíceis de adivinhar o resultado. Mas um com muito potencial, mas poucas previsões, é o enredo de Coração de Pedra, que está ligado à história de Brienne, Jaime, Irmandade, Freys de Correrrio e das Gêmeas, Terras Ocidentais e Terras Fluviais. Há tanta coisa acontecendo nesta pequena porção de terra que é difícil apontar o que exatamente acontecerá. Muitos personagens afetam uns aos outros de tantas maneiras que é difícil dizer o que poderia acontecer com todos eles. Hoje, vamos nos concentrar apenas em três, no entanto, e um único evento. Vamos conversar com Senhora Brienne, Sor Jaime e Sor Hyle Hunt.
Em primeiro lugar, um lembrete de onde esses personagens estão atualmente na história. Senhora Coração de Pedra capturou Brienne de Tarth, Podrick Payne e Hyle Hunt. Sob a ameaça da morte dos dois últimos, Senhora Coração de Pedra envia Brienne para encontrar Jaime e trazê-lo para ela. No capítulo de Jaime I em A Dana dos Dragões, Brienne encontrou Jaime e disse a ele que o Cão de Caça está com Sansa e eles devem ir procurá-los. Parece bastante óbvio que Brienne está atraindo Jaime para uma armadilha.
– A garota. Você a encontrou?
– Encontrei – disse Brienne, a Donzela de Tarth.
– Onde ela está?
– A um dia daqui. Posso levá-lo até ela, sor... mas você precisa vir sozinho. Caso contrário, o Cão de Caça a matará.
Agora, podemos debater se Brienne contaria a Jaime sobre o que está por vir. Eu consigo ver que ela contaria a ele e eles se preparariam durante a viagem, mas também pude vê-la mentindo para proteger Podrick e Hyle Hunt. No entanto, acredito que Jaime Lannister ficaria desconfiado e cauteloso no caminho. Claro, quando eles enotrarem Coração de Pedra, haverá algumas discussões entre todos os personagens e um grande diálogo, mas isso seria material para outro tópico. Vamos ao Julgamento de Jaime Lannister. O trunfo de Jaime seria colocar tudo em um julgamento por combate, como é normla entre os seguidores dos Sete e os próprios rebentos de Lannister. Eu considero altamente provável que Thoros de Myr concordasse em fazer um julgamento por combate, pois é o tipo de julgamento praticado pela Irmandade, e assim Coração de Pedra pode não ter opção a não ser concordar, talvez esperando que a justiça divina finamente recaia sobre os Lannisters.
Mas Lady Coração de Pedra não vai deixar isso seguir tão facilmente. Ela tem Jaime Lannister em suas mãos. A traição dele está olhando diretamente para ela. Então ela vai querer um campeão que sabidamente ganhará. E ela se lembra de Brienne e de seu juramento. Senhora Coração de Pedra poderia nomear Brienne como sua campeã, tanto para matar Jaime quanto punir Brienne por sua traição a Senhora Catelyn Stark.
– Não compreendo. O que foi que ela disse?
– Perguntou como se chama essa sua lâmina – respondeu o jovem nortenho com o justilho de pele de ovelha.
– Cumpridora de Promessas – Brienne respondeu.
A mulher de cinza silvou por entre os dedos. Seus olhos eram dois poços rubros ardendo nas sombras. Voltou a falar.
– Não, ela disse. Chame-a de Quebradora de Promessas. Foi feita para a traição e o assassínio. Ela a batiza como Falsa Amiga. Como você.
– Para quem fui falsa?
– Para ela – disse o nortenho. – Poderá a senhora ter se esquecido de que um dia jurou se pôr ao seu serviço?
E agora ... podemos finalmente falar sobre a estrela deste show: Sor Hyle Hunt. Sor Hyle está (ou melhor, estava) a serviço de Lorde Randyll Tarly e era o capitão do portão. Ele deixa Lorde Randyll Tarl. Em parte porque está cansado de Tarly, mas provavelmente para ficar com Brienne e tentar cortejá-la. Diga o que quiser de Hyle Hunt, mas há duas coisas verdadeiras sobre ele: ele é um cuzão e se preocupa com Brienne até certo ponto. Ele é bem aberto sobre querer a mão dela em casamento ou mesmo sobre ir para a cama dela à noite para provar seu valor.
– Deixe a porta do seu quarto destrancada esta noite, e eu me esgueirarei para sua cama para lhe demonstrar a verdade do que digo.
– Se o fizer, será um eunuco quando for embora – Brienne levantou-se e se afastou dele.
Um fato interessante é que quando Brienne lhe diz não, ele escuta e respeita que ela não queira que ele faça isso. Então, ele claramente a respeita. Até certo ponto. Já que fica ambíguo se ele apenas a quer por conta de suas terras. Ele até menciona isso, como uma possível forma de se provar digno dela.
– O que quero ganhar é você, a única descendente viva de Lorde Selwyn. Sei de homens que se casaram com desmioladas e bebês de peito por propriedades com um décimo do tamanho de Tarth. Não sou Renly Baratheon, confesso, mas tenho a virtude de ainda estar entre os vivos. Há quem diga que esta é a minha única virtude. O casamento seria útil para ambos. Terras para mim, e um castelo cheio disto para você – indicou as crianças com um movimento de mão. – Eu sou capaz, asseguro-lhe. Gerei pelo menos uma bastarda, que eu saiba. Não tenha medo, não a obrigarei a acolhê-la. Da última vez que fui vê-la, a mãe me deu um banho com uma panela de sopa.
Veja, eu estou dando bastante destaque ao lado mais leve desse personagem, mas isso é ASOIAF, portanto deve haver um equilíbrio. Hyle Hunt não é um exemplo perfeito de consorte. Longe disso. A primeira vez que ouvimos falar dele é quando Brienne nos conta do jogo que ele inventou para que algum cavaleiro a seduzisse.
Tinham feito uma aposta.
Dissera-lhe que tinha nascido entre três dos cavaleiros mais novos: Ambrose, Bushy e Hyle Hunt, de seu próprio pessoal. Mas à medida que a notícia se espalhava pelo acampamento, outros tinham se juntado ao jogo. Cada homem tinha de comprar a entrada na competição com um dragão de ouro, e a soma total iria para aquele que conseguisse desvirginá-la.
Não era o mais legal dos caras, mas parece que está melhorando. Se não completamente, pelo menos um pouco. Mas o jogo teve um grande impacto em Brienne, como era de se esperar. Então é claro que ela proibiu seus avanços, como deveria. Porém, Hyle Hunt é persistente, como mostrado pelas outras citações acima.
Sabendo que Sor Hyle Hunt é um homem persistente e inteligente, acho que seria provável que se Senhora Coração de Pedra nomeasse Brienne de Tarth como sua campeã, ele se ofereceria para lutar pela Donzela de Tarth. Porém, se ele lutasse contra Sor Jaime Lannister, acredito que perderia e morreria dizendo algo sincero para Brienne ou algumas palavras duras para Jaime.
Em primeiro lugar, acredito que existem algumas razões pelas quais acho que Hyle tentaria lutar contra Jaime Lannister e, no fim, perderia. Uma delas é que ele poderia fazer isso para provar a Brienne que ele se importa com ela e mostrar sua perícia. É algo que ela pode ter visto em sua luta com Rorge, mas Brienne estava um pouco ocupada naquele momento. Outra razão é que quando Jaime e Brienne retornam e interagem com Coração de Pedra, Hyle pode ver o relacionamento deles através de como eles falam e agem e presume o pior. A pior parte de Hyle pode aparecer aqui, enquanto ele desafia Jaime para um duelo não pela liberdade, mas pela mão de Brienne e para irritar o regicida.
Hyle parece ser um bom lutador, se mantendo firme na luta contra Rorge e Dentadas, embora não tenhamos detalhes de suas próprias proezas. Ele tem inteligência e muita autoconfiança, como Bronn.
Sabemos que Hyle pode sentir um certo ciúme de Jaime Lannister e ele não é o tipo de pessoa que desiste de pedir a mão de uma certa mulher em casamento. Como afirmado acima, ele pede diversas vezes, de muitas maneiras diferentes. Também sabemos sobre seu estilo de luta e como ele é observador, podendo até a desafiar Jaime Lannister agora que ele perdeu sua mão em espada. Então, como ele perderia para Jaime? Como Sor Hyle Hunt cairia depois de fazer uma reinvidicação tão grande e ter mostrado alguma destreza na luta contra Rorge e Dentadas?
Bem, temos algumas coisas em jogo aqui. A primeira é que ninguém sabe que Jaime tem treinado sua mão esquerda com Sor Ilyn Payne em segredo. É possível que Jaime tenha aprendido um pouco, e poderíamos ver em uma luta como essa alguma recompensa narrativa para este seu treinamento. Mas isso não quer dizer que Jaime esteja de volta ao que era. Longe disso, ele provavelmente está, no máximo, no nível de esgrima de Balon Swann. Mas só isso não o coloca em pé de igualdade contra Hyle Hunt. Não, Hyle Hunt tem complicadores que ele pode subestimar ou superestimar.
Hyle Hunt tinha sido espancado com tanta violência, que seu rosto estava inchado quase até deixar de ser reconhecível. Tropeçou quando o empurraram, e quase caiu. Podrick o agarrou pelo braço.
– Sor – disse o garoto com ar infeliz quando viu Brienne. – Quero dizer, senhora. Lamento.
Como mostrado acima, Hyle foi espancado até ficar quase irreconhecível. No tempo do duelo, ele poderia ter se curado um pouco, mas quem sabe como isso poderia alterar sua visão, audição ou capacidade de pensamento. Ele ainda poderia estar cansado, sem treinar por algum tempo. Coração de Pedra parece tê-lo mantido acorrentado esperando o retorno de Brienne. Ele estaria fora de forma e exausto, e todos nós sabemos como George joga com o realismo de seu mundo. Isso, combinado com a probabilidade de seu desafio ser feito apenas por despeito, poderia diminuir suas chances contra Jaime imensamente. Ficar fisicamente e emocionalmente exausto depois de muitas surras e esperar que Brienne traga de volta o homem que ela realmente ama pode ter um grande impacto sobre ele em tal luta. Então eu acredito que ele perderia e acabaria morto na lama ou morrendo lentamente,
Mas por que Lady Coração de Pedra deixaria Hyle Hunt lutar no lugar de Brienne? Vamos deixar o motivo óbvio fora do caminho e apontar que ninguém sabe que Jaime conseguiu progredir de volta a uma habilidade mediana com a espada, e sua vitória seria um choque para todos. Assim como a vitória de Sandor contra Beric chocou Arya Stark, a vitória de Jaime chocaria Catelyn morta-viva. Mas há mais do que isso. Alguns membros da Irmandade podem ver algo de poético em Hyle lutando em nome de Brienne e apoiar a decisão. Acho que isso é menos provável, mas pode pesar na escolha de Hyle. Lady Coração de Pedra também pode deixar Hyle participar porque ela não se importa necessariamente com quem mata Jaime, só quer que isso seja feito, e pode pensar que Brienne poderia poupar Jaime, já que ela se importa com ele.
Senhora Coração de Pedra podia até vislumbrar a truculência implícita na oferta de Hyle Hunt e presumir que ele venceria. Afinal, ele trabalhava para Randyll Tarly e uma das poucas qualidades de Tarly é que ele é um bom comandante de batalha. Ela pode assumir que Hyle é um lutador talentoso ou ao menos bom o suficiente para vencer Jaime.
Portanto, analisamos Hyle Hunt e suas motivações, o resultado provável e as razões para Senhora Coração de Pedra concordar com isso. Mas há um motivo pelo qual chamo isso de “Uma Tragédia de Três Cavaleiros”. Seria muito temático e adequado para a história como um todo. O título, é claro, está relacionado à Senhora Brienne, Sor Jaime, Sor Hyle e seus respectivos arcos de cavalaria. Acredito que este capítulo seria da perspectiva de Brienne, para torná-lo ambíguo quanto à verdadeira natureza de Hyle e romantizar parcialmente o momento enquanto ainda se aprofunda naquele realismo que George R. R. Martin ama. Afinal, ele não joga apenas com o lado áspero das coisas. Ele tem uma mão em ambos os mundos. E os outros dois personagens se pareceriam com as diferentes da mesma moeda.
Jaime Lannister veria o lado romântico, o lado do homem lutando pela mulher que ama. Ele pode até ser grato a Hyle por se oferecer no lugar de Brienne. Duvido muito que Jaime queira matar Brienne, e é muito provável que a história de Jaime não termine aqui. Não, ele derrotaria Hyle com prazer aqui se isso significar que ele está seguro e Brienne também. Salvar Podrick também é bom, mas não sabemos bem os sentimentos de Jaime por ele.
Hyle Hunt, no entanto, permaneceria rancoroso da mesma forma que Petyr Baelish. Ele se pareceria com aquele realismo áspero de que fazer algo motivado por malevolência e ciúme se voltaria contra ele. Eu diria que vimos Hyle Hunt como suas melhores intenções durante as viagens com Brienne. Idiota como fosse, ele nunca a forçou ou foi longe demais. E sabemos que George R. R. Martin adora nos mostrar os dois lados de cada personagem. E a última vez que Hyle Hunt esteve em sua pior fase foi no passado.
Acredito que neste momento, em uma explosão de peso emocional, ele viraria a pior versão de si mesmo. Tendo esperado por Brienne sabe-se lá por quanto tempo, apenas para perceber que ela nunca ficaria com ele. Em vez disso, seria trocado por este homem que não apenas quebrou seus juramentos, mas não podia nem mesmo lutar ou proteger sua mulher. Parte de Hyle acreditaria que suas virtudes de cavaleiro implorariam a ele para lutar por ela como qualquer cavaleiro faria. E o que seria mais cavalheiresco do que dois homens adultos lutando na lama por sua liberdade e por uma mulher que ambos amam?
TL; DR - Eu acredito que Jaime exigirá um julgamento por combate, e quando o fizer, Senhora Coração de Pedra irá nomear Brienne de Tarth, mas Hyle Hunt toma seu lugar como campeão por sentir rancor pelo afeto entre Jaime e Brienne. Hyle Hunt luta contra Jaime, mas perde devido ao seu estado de exaustão e ao novo treinamento de Jaime, e morre lá na lama. Uma batalha pela liberdade de muitos e pelo amor de uma mulher, embelezando ainda mais os temas da cavalaria que abrange cada um dos três personagens.
………………………………………….
E vocês, acham que acontecerá assim? Acham que quem será o POV do julgamento de Jaime?
Comentem =)
submitted by fabioassuncao to Valiria [link] [comments]


2020.08.15 03:54 nay_e33 A possível TPH

Olá Luba, editories e turma que está a ver.
Bom, em 2017 tinha uma guria na minha escola que tinha uma fama meio estranha. Ela adorava chamar atenção e não importava como, ela só queria ser o centro das atenções. Essa guria inventava boatos sobre as pessoas e fazia várias merdas chegando até a roubar celulares na escola (detalhe: todo mundo sabe que foi ela, mas ela mentia na cara dura dizendo que não tava com ela.) no final do ano ela disse pra escola inteira que estava saindo da escola e que ia fazer novelas no sbt. Falou que era modelo, que ia participar de Poliana e os krlh a 4. a escola chegou até a fazer um mural pra ela, já que todos estavam sabendo que ela iria "estar na próxima novela."
enfim, tudo mentira. No ano seguinte ela voltou pra escola e era uma chacota só. No final do mesmo ano (2018) ela entrou na minha vida e de minhas amigas. Éramos 4, Eu, N, K e R. Ninguém queria proximidade com a garota pq ela n era confiável mas uma das minhas amigas ficou com pena (a K). Ela sempre inventava mentiras sobre a vida dela, e tanto faz se ela queria chamar atenção falando que era rica, que iria pra Disney, que tinha uma mansão. A gente sempre ignorava mas continuávamos fingindo acreditar pra ela não ficar só.
Mas era impossível conversar perto dela, a gente queria contar segredos e tals mas ela sempre dava um jeito de voltar todos olhares pra ela. as coisas pioraram quando a escola resolveu abrir uns negócios tipos "clubes" pra ajudar os alunos. Essa época foi muito importante porque começaram a tratar mais da saúde mental dos alunos. tinha muita gente mal na escola e eles chamavam os alunos pra conversar, aí tinha uma assistente social e tudo mais. Mas as coisas eram discretas porque era algo muito pessoal de cada um. Mas essa garota adorava falar pra todo mundo que ela tinha depressão, que ela tinha sido estuprada pelo irmão, que a mãe dela odiava ela e queria expulsar ela de casa.
Ficamos com o pé atrás em acreditar depois de tudo o que ela já tinha dito e era mentira. Mas ainda assim demos atenção e tentamos conversar. Mas a história tava muito mal contada, parecia que ela simplesmente tava falando o que vinha na cabeça. A gente sabia que ela gostava de chamar atenção, mas usar uma pauta tão séria só pra isso é de mais. enfim. Ela mentia p k7 sobre tudo mas a gente só começou a ignorar. Eu e minhas outras 3 amigas éramos do grêmio na época e ela queria se enfiar no meio de TUDO e era um puta vitimismo quando a gente fazia algo sem ela. Watherver
no último ano essa menina se fodeu. Parece que tudo o que ela plantou caiu em cima dela de uma vez. primeiro que já tava todo mundo de saco cheio das coisas que ela falava e ninguém confiava nela. segundo que uma das minhas amigas (N) não ia mais nem um pouco com a cara dela. Ela só aturava. E terceiro, ela vivia com inveja da minha outra amiga, (K) que foi quem colocou ela no nosso grupo. Uma vez ela tentou arranhar um anel de ouro que minha amiga ganhou de presente do padrasto, e ela sempre falava com deboche das minhas conquistas e as das minhas amigas. e no dia que a bomba estourou, foi quando ela mandou indireta pra uma colega de sala em uma rede social, colega qual também era próxima da gente. A nossa colega viu que a indireta era pra ela e curtiu o post. Daí a menina foi no stts e começou a falar que tinha "atingido" com a indireta, que a carapuça serviu e mais um monte de merda. Mas a nossa colega não tinha o número dela. Não seja por isso, nós (eu mais as 3 meninas) enviamos o vídeo pra colega de sala e ela não é das que leva desaforo pra casa. (nós já estávamos com raiva dela porque no mesmo dia ela veio brigar com a N. Fez ela chorar e os k7) Pronto, no dia seguinte. Nossa colega chegou e simplesmente >arremeçou< a mesa da guria (a mentirosa) pro outro lado da sala. Disse que se ela era mulher mesmo falava na cara dela, começou a gritar com a menina, disse que se ela tinha peito pra mandar indireta ela tinha que peitar a briga. quando o bagulho começou a ficar sério apartaram a briga.
Mas no intervalo, ela foi falar pras barraqueiras da escola que ela era super foda. Que tinha brigado com aquela nossa colega e com a N. e que ela ganhou a discussão, mas na real ela só tinha ficado quieta ouvindo.
Mas piorou quando ela começou a falar mentiras da nossa colega e da N. Falou muito mal das duas, mas como ela já tinha má fama. As tais barraqueiras vieram falar com a gente, que claro, desmentidos tudo.
Mas a N ficou enfurecida. Foi atrás dela na força do ódio e começou a falar tudo na cara dela, todas as mentiras que ela já tinha dito, tudo de mal que ela já tinha feito pras pessoas, o quanto ela era falsa, falou muito na cara dela.
e foi a partir desse dia que a doidinha nunca mais voltou praquela escola.
bom, tenho certeza que ela tem algum tipo de transtorno e precisa de ajuda mas ela não se permite achar a ajuda necessária. Já tentamos. Mas é isso
hoje ela finge ser famosa no insta _ _ ( " )/
submitted by nay_e33 to TurmaFeira [link] [comments]


2020.07.30 17:47 bebahia Beleza, games e ideologia

Ontem eu me deparei com uma entrevista do diretor do Yakusa, da Sega, elogiando o Ghost of Tsushima. Ele disse que esse é um jogo que deveria ter sido feito no Japão, e um dos entraves que ele citou me pareceu bem curioso: de acordo com ele, a aparência de um protagonista como o Jin não seria aprovada, por ele ser "feio".

Feio, com uma aparência que certamente está muito acima da média. Isso me fez lembrar imediatamente daquele vídeo antigo que circulou por aqui na semana passada, do repórter comentando sobre a aparência de uma mulher normal, chamando ela de feia, com "cara de bolacha". E, de fato, por muito tempo a gente teve por aqui a regra que ator tinha que ser bonito, de preferência muito bonito, e esse padrão era tão forte que uma fala como a do repórter ali nos parecia perfeitamente normal.

Outra lembrança que tive foi quando lançou o Horizon Zero Dawn, no fórum em que participava rolou uma polêmica por que a protagonista seria feia, e a razão para isso é por que feministas estavam invadindo o "nosso espaço", impondo um padrão de beleza claramente ideológico. Aí eu perguntava, em que mundo que a Alloy é feia? E por qual razão seria ideologia colocar protagonistas femininas com aparência normal nos jogos? Rolou a mesma polêmica pouco depois com a Senua, mais uma mulher protagonista que foi chamada de feia.

Então, me corrijam se eu estiver enganado. Existe, ou existia, um padrão que nos fazia imaginar que um tipo de aparência bem lá no meio da curva normal de distribuição seria um 2, ou 3, mas isso não seria ideologia?

E claro, como sabemos, a reclamação dura até hoje. Todo novo jogo com personagens femininos mais realistas é acusado de favorecer uma "agenda", rola aquela torcida pelo seu fracasso, e quase sempre o jogo é um sucesso. Porque, e nesse caso podemos no apoiar na quase unanimidade que é o Ghost of Tsushima, dependendo da proposta do jogo ele só tem a ganhar quando os personagens se parecem com pessoas, e não atores de Hollywood, ou personagens de anime em CG. Imagina lá o Jin como um jovem de 16/20 anos, cara de personagem do Final Fantasy, e a Yuna lá sendo uma super waifu kawaii desu, que merda não seria, que perda de imersão. Ideologia é fugir desse padrão?

"Ah, mas aí que está a diferença, foi natural, não forçaram ideologia porque o jogo não é político", camarada, o jogo é uma homenagem aos filmes do Kurosawa, mostra um Japão feudal não romantizado, cheio de questionamentos a estrutura social da época, como assim? Já viram algum filme dele? E tem até uma missão que você se depara com um aldeão que visitava o túmulo do amante em segredo, por que o cara tinha sido casado então aquilo seria visto de uma péssima maneira.
submitted by bebahia to brasil [link] [comments]


2020.07.29 01:05 AdsonLeo [Encontro Miojo] Aceito uma Mãozinha (5º Level; D&D 5e)

Olá pessoal, postando aqui um encontro que já vinha querendo colocar no papel há um tempo. Faz parte da ideia de "Encontro Miojo", rápido para ler e colocar em jogo mas com potencial para se desenvolver em algo maior, como o nosso bom macarrão instantâneo. O mais importante é dar um pontapé em suas aventuras e alguns ganchos com o que trabalhar quando estiver em dúvida ou com preguiça.
Isso faz parte de um blog que atualizo nunca. Mas às vezes aparece algo lá e decido postar aqui. Espero que gostem e a quem interessar o blog é o Sopa de Dado e a postagem desta aventura é essa aqui.
Neste encontro busquei trazer desafio a aventureiros chegando em leveis medianos, sendo um combate desafiador mas também com um tom humorístico e leve. É possível até que não haja derramamento de sangue no fim e tudo se resolva com simples interações sociais e resultados finais interessantes para ambos os lados - heróis e vilões. Admito que talvez não seja toda mesa que acomode o "good ending" afinal, como verão, envolve lidar pacifica e amigavelmente com vilões óbvios.
De toda forma, este encontro é pensado para impor um desafio considerável para um grupo de quatro aventureiros no nível 5. Nomes em negrito se referem a criaturas encontradas em material de D&D 5ª edição e serão seguidos por uma notação entre parênteses com o nome do livro e página em que se encontram.
Como sempre com aventuras prontas use como bem entender, mas tendo em mente que ao corrê-la para grupos maiores ou menores e em níveis diferentes o desafio pode ficar significativamente mais fácil ou difícil. Se decidir utilizar este encontro ou elementos dele peço apenas para que dê crédito ao blog e ao autor, no caso eu.

Ganchos de Aventura

Nosso grupo de aventureiros se encontra viajando do ponto A ao ponto B, seguindo rio acima pela margem quando avistam algo curioso. Ou tenha ouvido rumores sobre uma velha torre abandonada que todos os moradores locais evitam, já que quem foi lá jamais voltou e luzes e sons macabros se projetam do topo. Talvez esses mesmos moradores ofereceram recompensas para que os destemidos heróis visitem o local e verifiquem a veracidade da história, eliminando qualquer ameaça presente. Seja como for, subindo o rio eles se deparam com um... pacato pescador?

Localização

Este encontro pode se resolver em duas localidades: à beira do rio ou na torre abandonada. O rio... é um rio. Cortando uma floresta provavelmente, como todo rio em RPG. Não existe segredo, pode ser qualquer rio em qualquer mundo onde você goste de mestrar. Gosto da ideia de locálizá-lo no rio Styx em Avernus caso esteja correndo a campanha Baldur's Gate: Descent Into Avernus ou algo assim. Sendo um plano mal onde o grupo interage constantemente com figuras de caráter duvidoso os aventureiros estarão mais acostumados a interagir com o que antes eram apenas inimigos com alvos pintados na cabeça. O importante mesmo é que os aventureiros estejam seguindo contra o curso deste rio.
A torre fica ainda mais rio acima, e, sinceramente, não é o foco desta aventura. Use o layout de qualquer torre, ou qualquer construção na verdade. Uma torre funciona melhor mas no final fica a seu critério. Caso tenha interesse poderá desenvolver com mais detalhes, mas para o propósito deste encontro miojo não tem muita importância. O que interessa é o que os aventureiros avistam enquanto caminham.

1. Pescaria Macabra

À beira do rio, poucos metros a frente após passarem por algumas árvores, o grupo avista uma figura sentada com uma vara de pesca em mãos e olhando distraidamente para o nada. O ser humanoide parece um pouco desengonçado e, numa inspeção mais atenta ou próxima, é possível notar que não se trata de um humanoide normal, e sim de um Flesh Golem (Monster Manual, 169). Vestindo um chapéu de palha que por pouco não é levado pelo vento, ele lança olhares ocasionais para a água. A linha da sua vara de pesca está sempre em movimento e bastante tencionada, porém ele não a puxa.
Caso os jogadores observem por mais tempo ou demorem a tomar uma decisão, eles notam que a linha fica mais frouxa até que da água emerge uma Flameskull (MM, 134). De início apenas uma caveira humana flutuante, ela gira algumas vezes no ar para se secar e logo explode em eletricidade, que fica estalando ao seu redor. Use os status e habilidades da Flameskull, porém substitua a magia preparada "Fireball" por "Lightning Bolt", ambas de terceiro nível.
O crânio pertence a Ginolvam Tyerulzo, mago humano de índole no mínimo questionável há muito morto por outros aventureiros. Cursou artes mágicas em [insira grande cidade do cenário] mas jamais conseguiu seguir as linhas de pesquisa monótonas dos outros, o que o levou à reanimação. Graças a rituais diversos executados meio que corretamente por ele quando vivo, o mago conseguiu voltar a vida. De certa forma. Apenas sua cabeça animada e ossuda se reanimou e, desde então, ele habita sua torre, onde continua seus experimentos em constructos feitos com partes de criaturas vivas.
A dita torre foi recentemente atacada por heróis, ou como ele chama, "um bando de rufiões metidos a salvadores da pátria". Os tais rufiões dizimaram sua coleção de golens e o mataram. De novo. Após uma hora ele despertou, apenas para descobrir que tudo de valor que ele possuía havia sido roubado pelos malditos e que seus brinquedos foram despedaçados e boa parte de seus pedaços lançados no rio próximo. Quanta barbárie. Após muito esforço Ginolvam reconstruiu um dos golems com o que pôde achar e se colocou a busca do restante das partes que foram levadas rio abaixo. Com medo de que pudesse se distrair e ficar perdido, ou até mesmo arrastado pela correnteza, agora confia que #1B segure firme enquanto ele vasculha as pedras e a lama do fundo em busca das peças que precisa para reestabelecer seu exército.
Ginolvam já aparece em cena com um braço, perna ou outro membro de sua preferência, sendo erguido por uma Mão Mágica conjurada por ele, e o joga numa pilha que já contem algo como meia dúzia de outros. Ele então fala em tom autoritário com o golem por alguns momentos, informando que irá forçar um pouco mais pois acredita ter avistado um tronco preso à vegetação.Neste momento, caso os personagens não tenham se escondido ou a furtividade seja menor que 12 (Percepção passiva da Flameskull), Ginolvam os nota e se dirige a eles, perguntando com confiança o que buscam, ao mesmo tempo em que #1B se coloca de pé. Caso os aventureiros se aproximem ou enderecem-no amistosamente, ambas as partes podem conversar de forma tranquila.
Durante o diálogo Ginolvam se mostra autoritário e confiante porém certamente disposto a evitar um combate, uma vez que a reconstrução de um único golem sem ajuda e quando se é apenas um crânio flutuante com Mãos Mágicas é um tarefa hercúlea. Sem contar que dessa vez, pensa ele, talvez esses sejam um pouco mais espertos e de fato o matem de uma vez por todas. Nesta solução pacífica desenrole o encontro como social, e o grupo fica a par da história do mago, sua morte, experimentos, torre, o ataque e morte de novo. Ele também faz questão de frisar que jamais fez mal às comunidades próximas ou ativamente atacou viajantes, mas que se defende caso necessário. Tem interesse apenas em seus experimentos, que são os causadores dos sons e luzes que as pessoas veem de tempos em tempos. Um personagem pode verificar que Ginolvam diz a verdade com um teste de Sabedoria (Insight) de CD 10. Com alguns minutos de conversa civilizada o mago arrisca pedir ajuda do grupo.
Talvez os aventureiros apenas sigam viagem com uma história curiosa para contar. Se ajudarem a caveira a encontrar mais partes e levá-las para a torre siga para a parte 2. Caso mesmo após a conversa eles decidam que é melhor dar cabo da caveira e seu amigo golem e engajem em combate siga para o próximo parágrafo.
Numa inevitável luta execute da seguinte forma. Ginolvam ordena #1B a lutar com todas as forças e protegê-lo, assim que chegar seu turno, voa a 9m do chão, de onde atira seus Fire Ray e Magic Missiles, e ambos focam aqueles indivíduos que podem efetivamente ferir a caveira. Em seu primeiro turno ele conjura a magia Blur em si mesmo para aumentar sua sobrevivência, assim como Shield quando necessário. O mago é relutante em conjurar seu trunfo, Lightning Bolt, logo de cara, ainda mais caso a quantidade de alvos que consiga atingir seja sub-ótima. Ele o fará caso veja que esses novos rufiões que o atacaram sem motivo sejam muito fortes e estejam dando trabalho a ele e ao #1B. Se uma oportunidade de ouro se apresentar, com todos os aventureiros em linha perfeita esperando pelo choque ele conjura de uma vez o raio elétrico. A função do Golem não é segredo: ficar no solo absorvendo o máximo de dano que conseguir e batendo de volta. Caso entre em Berserker, Ginolvam não tentará domá-lo a menos que a luta já esteja ganha ou os aventureiros implorem muito por misericórdia. Se tudo der certo ele estará uns bons metros no ar, longe dos ataques do seu constructo. Se o grupo todo cair faça como você achar melhor. Um TPK mesmo e mais corpos para o mago ou quem sabe nosso amigo cabeça possa prender os atacantes e conduzir mais experiências. Vilões megalomaníacos fazem isso e repetidamente dão a oportunidade dos capturados escaparem com vida... tsc tsc, nunca aprendem. Caso a luta pareça perdida Ginolvam tentará escapar voando para longe e acessar o que consegue recuperar depois.

2. Torre Abandonada

Se no final os aventureiros se resolveram amigavelmente com a dupla de pescadores e os ajudaram a trazer partes para cá, ou se venceram o combate e eventualmente alcançaram a estrutura, use algum mapa que achar interessante. Uma coisa é fato, está tudo saqueado. Algumas partes de golens são visíveis, mobílias intactas e quebradas, livros, frascos, mesas de encantamento, penduricalhos diversos e tudo o que magos em RPG costumam colecionar. Marcas de batalha são visíveis e recentes - perfurações, chamuscados, flechas e frascos de poção recém usadas pelo chão. Em duvida faça um mapa simples. Existe um ou dois quartos, uma cozinha e sala, um depósito e um laboratório provavelmente no topo. A torre é o formato ideal pois Ginolvam precisa atrair raios para alguns de seus experimentos. Infelizmente ele não tem poderes o suficiente para conjurar o seu próprio mais que uma vez ao dia.
O único butim de valor é o grimório da velha caveira. Um tomo grosso cuja capa é feita de retalhos de pele e com páginas amareladas que contém as magias conhecidas do mago (leia-se, as que a Flameskull tem preparada contando a alteração que fizemos). Um Mago pode copiar qualquer uma das magias descritas ou é possível vender o livro por 50 pesos de ouro caso encontrem comprador interessado.
Se todos chegaram aqui como amigos, Ginolvam convida o grupo a ficar e pede #1B para preparar algo para eles enquanto ele começa a montar o próximo golem. Talvez todos fiquem desconfiados e, mais uma vez, depende de você DM. Minha ideia de "good ending" é todos ficarem em bons termos, tomarem um chá e conversarem. Caso tenha um mago no grupo, e ele seja decentemente sociável, Ginolvam o acha merecedor de estudar o seu grimório e copiar uma das magias que tenha lá. Se achar necessário peça um teste de Charisma (Persuasion) para o conjurador da sua mesa e, se achar bom o suficiente, o deixe copiar mais que uma. Ginolvam se mostra amigável mas ainda é alguém meio difícil de lidar. Ao final de tudo, se realmente foi um momento extremamente prazeroso e os personagens se ofereçam para ajudar nas tarefas, como arrumar a bagunça e montar os golens, e passem a noite na torre, eles conquistam amigos fiéis em Ginolvam e #1B e o mago os presenteia com um Damaged Flesh Golem (Explorer's Guide to Wildemount, 248) feito de partes sobressalentes e cujo mestre e dono pode ser decidido pelo grupo ou pela própria caveira. Eles até podem ver o processo de animação com Lighting Bolt, em que todos os corpos montados são enfileirados e alvejados pela magia para ganharem vida própria e servirem seu mestre.
Mas quer saber? Talvez Ginolvam não é um cara tão legal. Neste caso ele pode atacar o grupo a qualquer momento em sua torre. Seja assim que chegarem, durante o chá ou com um exército de golens novos construídos pelas próprias vítimas MUAHAHAHA!!! Se assim for a tática é basicamente a mesma descrita no último parágrafo da parte 1, Ginolvam se protege e dá cobertura à distância enquanto o(s) golem(s) arrebenta(m) com os convidados.

O Que Vem Depois

Aqui repito o que adoro falar a todo momento: depende de você. Uma aventura é sua assim que decide corrê-la para seu grupo. Modifique como quiser e bem entender para que seja mais desafiadora, divertida, engraçada, curiosa, assustadora.
Gostou da aventura? Tem alguma crítica, elogio ou sugestão? Deixe um comentário! Se tiver usado alguma ideia apresentada no texto comente aí como foi, adorarei ler como tudo se deu na sua mesa. Até a próxima.
submitted by AdsonLeo to rpg_brasil [link] [comments]


2020.07.23 18:20 Egipci0 Eu não sei quem eu sou

Então pessoas desconhecidas da Net, acredito que ninguém ao meu redor pode me ajudar, mas vai que alguém desse mundo pode.
Então, dês dos meus 12 anos eu tenho problemas de personalidade, eu não sei mais quem eu sou, eu tento fazer de tudo para melhorar mas não me sinto mais como uma pessoa boa, só consigo senti raiva e as vezes nem tem o porque.
Meu pais acabaram se divorciando e agora estou morando com minha mãe, eu sinto tanta raiva dela.
Sobre minha mãe a gente nunca se deu bem, ela nunca me chama de filho ou me diz que me ama (como meu pai faz)
Eu sei que esse negócio de "ah eu sofro porque meus pais não me dão atenção" é uma desculpa bem merda, mas o fato de eu nunca ter sentido ela como minha mãe de verdade me faz mal
Eu vivi praticamente toda minha vida com minha avó, e agora ela está morta, isso ocorreu a mais de um ano
Bem antes eu morava com meu pai em Tubarão - SC, a gente se dava bem, mas infelizmente eu não me dei bem lá, foi um inferno, mas eu e meu pai nos dávamos bem, todo dia ele me abraçava e falava que me amava.
Agora que estou com minha mãe, ela não me escuta, a única vez que ela me chamou de filho foi momentos antes de quase entrar em coma alcoólico
E minha prima mais velha de 16 anos está morando comigo, minha mãe diz que a ela é um exemplo de pessoa, ela nunca mente, faz tudo que pedem, te notas altas
Mas a verdade é que ela mente para minha mãe, de madrugada antes da minha mãe voltar do trabalho, ela chama um cara para os dois transarem na cama dela, e ela me pede segredo
Eu nunca menti para ninguém, eu tenho essa moral comigo, mas minha mãe me chinga eu grita falando como eu minto para ela e faço ela de troxa
E minha prima a qual tem notes ruins, mente todo dia, fode na cama com outros caras, ela, essa filha da puta sai de boa
Em plena quarentena ela pode trazer 5 a 6 amigos para vir aqui em casa fazem "festinha"
E meu único amigo tá em grupo de risco, e mesmo quando era aniversário dele e eu fui na casa dele (meu visinho) tive que levar meus cadernos juntos
Ontem eu explodi na casa dele, minha mãe mentiu para mim e só a minha prima podia me ajudar, ela disse que não podia por causa que estava com preguiça
SENDO QUE DEPOIS A FILHA DA PUTA SAIU COM AS AMIGAS DELA
E agora depois desses anos de raiva eu estou chegando ao meu limite
Eu sempre fui diferente da minha prima que sempre morou cmg, nunca peguei dinheiro escondido, nunca chinguei minha minha mãe, na frente ou nas costas, nunca menti, guardei segredos dos problemas da minha prima, e a única vez que precisei dela em todos esses anos ela me disse que não podia por preguiça
Eu não aguento mais chorar de raiva, por favor, alguém me diz o que fazer, eu não aguento mais
Obrigado a quem leu, nem te conheço cara/mina que está lendo isso, mas se considere abraçado
submitted by Egipci0 to desabafos [link] [comments]


2020.07.21 20:25 charusseee Sonho muito real e bizarro

Essa noite sonhei que vários prédios da minha rua estavam desabando. Tava voltando de algum lugar e resolvi pegar um ônibus só pra subir minha rua, no caminho eu via vários conhecidos chorando, cheio de polícia e bombeiros, maior caos.
Eis que próximo ao meu ponto percebi que subi estava em cima (isso mesmo) de um carro aí eu aproveitei q diminuiu a velocidade e desci. Fui correndo pra porta do meu prédio e a dona do carro começou me filmar me xingando dizendo que iria me expor na internet.
Fiquei puta peguei o celular da mão dela e apaguei o vídeo, nisso vi um monte de vídeo de crianças se relacionando entre si e comecei a chamar ela de pedófila. Ela disse que iria guardar meu segredo e eu guardava o dela, olhei pro carro pra poder pegar a placa e depois denunciar a doida. Ela do nada começou a exigir que eu teria que transar com ela e eu falando que não, esperando ela ir embora pra poder ir pro meu prédio e ela não saber onde eu moro.
Passou um carro com vários caras dentro e um deles mexeu com a gente. Meio que eu fingi estar interessada e eles pararam, pensei em deixar a maníaca com eles e vazar. Ela começou a ficar com um cara lá e eu ia sair, então decidi falar com um deles o acontecido e ele disse: o máximo que vai acontecer com você é levar uma bronca, ela é uma criminosa, vamos na delegacia e já resolvemos isso, fica calma e tal. Ok, nisso a doida ouviu, sacou uma arma e atirou nele, quando ia atirar em mim surgiu um cara e apontou uma arma pra ela, parecia que eles se conheciam e ele queria vingança. Ela ficou lá numa luta braçal e com armas com ele e eu fui levar o cara baleado pro carro dos amigos dele pra pedir ajuda.
A história cortou pro dia seguinte, eu estava explicando pra uma mulher desconhecida o acontecido, a gente tava levando um corpo e deixava embalado com plástico e deixava numa árvore encostado, como se não tivesse onde colocar... perguntei se era do cara baleado e ela disse que não, quando chegamos onde o carro da pedófila estava, estavam o corpo dela e do cara decaptados no chão, já em estado de decomposição, nisso chegou um carro da polícia e eu perguntei pq os corpos ainda estavam lá, ele disse que por conta do terremoto (?) e dos prédios que caíram, a polícia não estava conseguindo atender a demanda de corpos e por isso a demora. O policial começou a me questionar sobre o acontecido e eu acordei.
To traumatizada até o momento, na hora que acordei fiquei ainda em dúvida se era real.
submitted by charusseee to desabafos [link] [comments]


2020.07.17 11:44 Marlinore "Então é isso que você assiste?"

Olá turma, editores, família do Luba, convidado, papelões, não inscritos. Bem vindos a uma história constrangedora minha. Sou nordestina pode fazer o sotaque se quiser.
Bem, está história é recente. O RPG "o segredo na floresta" já estava em seu 13° episódio com dois meses, se eu não estiver enganada, e estava muito curiosa sobre o mesmo. Comecei a assistir o primeiro episódio sem fone de ouvido, pois tinham quebrado (lembre-se disso). Então minha mãe chega no meu quarto e senta perto da minha cama, ela estava curiosa sobre o que eu estava assistindo pq o Celbit estava falando muito palavrão. Eu expliquei que estavam jogando um jogo que era nescessário usar números, dados e taxas para ganhar e que precisava usar lógicas e era um jogo para se pensar e que era bom para exercitar o cérebro. Mas acabei cavando minha própria cova:
Liz: EU QUERO ESFAQUEAR ELE.
Congelei na hora e vi minha mãe me olhando com cara feia. Estava na parte da briga do bar. Como se não bastasse Celbit começou a falar mil e um palavrões e eu nervosa tentando explica para minha mãe, mas não conseguindo pq está rindo de nervoso.
César: EU VOU JOGAR O COPO NELE.
Celbit: VOCÊ ACERTOU O COPO EM CHEIO NA CABEÇA DELE E VOCÊ PERCEBE QUE ELE ESTA SANGRANDO.
Minha mãe: O QUE É ISSO? Eu não tô gostando nada disso.
E o Celbit ainda estava falando palavrões. Demorei quase uma hora explicando para minha mãe que aquilo era uma gravação e não estava participando de nada disso e que só os Youtubers estavam participando. Final de tudo, não apanhei, mas minha mãe está de olho em mim.
submitted by Marlinore to TurmaFeira [link] [comments]


2020.07.11 20:37 darwinson-chan O dia que minha namorada me expulsou do armario

Olá lubixco, editores, papelões (ou restos deles...), possível convidado (q n deve existir pela quarentena), turma que está a ver ou ler e pspsps gatas (já que não olham mais pro luba, dêem atenção pra mim).
A história não é bem engraçada, mas talvez possa ajudar alguém ou até fazer algumas risadas... Espero que gostem!
"O dia que minha namorada me expulsou do armario sem querer"
Então para esclarecer, eu me descobri bissexual no 9 ano e comecei a namorar uma garota no médio. Nunca fui de pegar ninguém então acabou que ela foi minha primeira namorada e a unica pessoa que eu tinha beijado.
Eu e essa menina, que na época se chamava Isabele e é assim que a chamaremos aqui, tínhamos um relacionamento legal, assistiamos anime e, as vezes, íamos no shopping com algumas amigas (o que era mais uma desculpa que qualquer outra coisa, mas tudo bem). Mesmo assim ela ainda fazia algumas piadas sobre minha sexualidade, meio bifóbicas, tipo "bem que você podia ser 100% sapatao" ou "não precisa fingir ser meio hétero", enfim...
Quando tínhamos uns 2 meses de namoro, saimos em um rolê com umas amigas pro cinema. Estávamos sentadas na frente do Starbucks (ela com alguma bebida de lá e eu com a casquinha do Mc pq eu sou pão duro) enquanto as outras "compravam o ingresso" (provavelmente n queriam segurar vela ou estavam atras de algum boy).
Entao Isabele disse que tinha que conversar comigo. Ela tava meio estranha nas últimas semanas e eu já tremi na base, achando que tinha feito algo errado, que ela ia terminar comigo ou algo assim. Isso começou a me deixar meio nervosa (e eu tava meio instavel pela TPM).
Entao a Isabele falou algo tipo: "Eu nunca me senti bem comigo mesma sabe... nao me identifico muito com o meu genero..." então ela falou que estava questionando o próprio gênero (há algumas semanas ela confirmou isso). Eu falei que tudo bem, que ia gostar de qualquer jeito, que amaria elu independente do genero. Isabele disse que estava pensando também em mudar o nome e eu apoiei e taus (mas continuarei chamando elu por Isabele por pedido próprio para não expor).
Elu veio por trás para me dar um abraço, o que eu achei estranho pq como eu ainda não tinha "saido do armário" pra mt gente nao costumavamos ter essas demonstrações publicas e muitas pessoas achavam que éramos amigas. Dada a situação não me importei, NÃO É COMO SE ALGUÉM FOSSE ME RECONHECER. Então elu disse no meu ouvido...
Eu respondi que eu era bi, mas podia amar elu mesmo assim. Além disso, na minha cabeça, se eu fosse lésbica não poderia gostar delu, já que se identificaria com outro genero.
(Algumas pessoas consideram que bissexuais podem gostar apenas de dois gêneros e eu nao tinha certeza na epoca. Hoje já tenho mais certeza pois vi um vídeo de uma tiktoker que me representou( https://vm.tiktok.com/T6aeL). isso meio que me pressionava e me dava umas crises de identidade fodas. Mas tudo bem. )
Depois de uma breve discussão, que eu não lembro o q tínhamos falado, Isabele perguntou de novo, meio pra baixo meio irritade e falou que eu não podia ser bi se eu ainda gostasse delu. Eu, como a pessoa calma que sou, acabei gritando "não posso o car...valho!" E concluí "Pensei que te amar fosse o suficiente" e atraí um pouco de atenção, havia alguns grupos adolescentes próximos olhando (guarde essa informação, ela é bem importante).
Acho que elu ficou magoade com aquilo e eu me senti muito mal, mas qual o problema em eu ser bi? Além disso elu sempre soube que eu tenho muitos problemas quanto a isso e mesmo assim ao inves de ajudar com minhas crises fazia piada. Mesmo que não soubesse a real intenção, se Isabele estaria fazendo as piadas pra me acalmar ou talvez me fazer admitir ser lésbica. Enfim não sei
Anyway, eu não devia ter gritado, elu ficou brave e explodiu tb, dizendo que eu tinha preconceito com pansexuais por não me admitir ser. E do nada o assunto mudou "Aliás por que você não sai da porr* do armário, em cara***?! Não tem orgulho de sermos um casal? ".
Isabele queria muito que eu falasse pros meus pais, já tinha dito que se sentia mal em esconder isso. Os pais delu são de boa então ela contou pra elus e pediu pra manter segredo, mas eu não contei nem pra todos meus amigos. Elu queria muito se apresentar como meu namorade, mas eu sempre disse pra elu esperar e elu ficava chateadu.
Bem, até agora, Quem é o babaca? (Deixa nos coment com um * pra eu saber que está se referindo a esse momento)
Continuando: eu, que já sou chorona, naquele dia estava bem pior. Como eu sempre faço, sai correndo pro banheiro, bem clichê mas é.
Uns minutos depois a minha amiga, que vamos chamar de Ana, foi atrás de mim, me ligou. Eu tava trancada numa das cabines do banheiro, só atendi e falei que tava no banheiro e ela me achou por causa do tênis que eu tava usando, que tinha uma faixa de arco íris na sola (alias como ela viu o meu tênis sendo que eu tava na última cabine, nao sei. só espero que não seja do jeito que eu imagino).
Ela me acalmou e taus, naquele momento o que eu mais sentia não era ódio delu e sim de mim mesma, eu não tinha o porque de ter gritado, descontei nela os problemas das minhas próprias crises.
Enfim, o resto do role meio q miou né? Eu fui pra casa da Ana pq se meus pais me vissem com aquela cara iam perguntar. Eu tava digitando um textinho de desculpas quando ela me parou e mandou eu olhar o twitter no perfil de Isabele. Eu olhei e já notei de cara uma indireta: "Acho que fingir 'ser alguem que você nao é' é péssimo. Mas pior é mentir para os outros e continuar mentindo." Quem manda indireta no twitter? eu não uso muito, então não sei se é normal mas subiu o ódio de novo.
O dia não podia piorar né? Mas o problema é que a situação nao acabou aí.
Lembra que eu disse que tinham muitos adolescente lá? Então, acontece que esse shopping é perto do colégio onde eu estudo então geral vai la e entre eles estava uma aluna do colégio, vamos chama-la de Carls.
A Carls era da minha série e, como adolescente nao sabe cuidar da própria vida, não só contou pra umas amigas, como também filmou uma parte e postou no snap. Hoje me abomino por ter pintado metade do meu cabelo de vermelho pq provavelmente ela me reconheceu por isso. Sabe aquela garota que gosta de espalhar fofoca por aí e age como se não tivesse feito nada de errado? bem era a Calrs.
E como adolescente também adora uma fofoca ou jogar lenha na fogueira, de repente virou um rumor. Alguém tirou print e o negócio meio que espalhou. Lembro que naquele dia chegaram a colocar no stories do insta do colégio (o insta que é meio que um blog dos alunos do médio) uma enquete se nos shippavam ou não.
O twitter de Isabele era privado, o que talvez diminuiu o alcance, mas não o suficiente pra elu perceber o que estava acontecendo. O post foi suficiente pra confirmar que eramos nós brigando e tiraram print do post dela, então adiantou nada a conta ser privada. As pessoas das nossas séries perguntavam pra mim se era verdade, tratavam como se fosse um plot de uma série americana.
Enfim talvez esteja parecendo maior do que realmente foi mas, para dar uma ideia mais realista, boa parte do segundo do médio comentou sobre isso em algum momento (pq, por Isabele ser "diferente" e abertamente, as pessoas conheciam elu, a maioria inclusive apoiava) e alguns grupinhos de colegas que pelo menos me conheciam falaram comigo. Essa situação, por conta de alguns comentários no twitter (não muito gentis), chegou na coordenação, a orientadora foi legal, chamou a gente no fim da aula e disse que se houvesse qualquer preconceito podia falar com ela e taus. Isso tudo em uns 3 dias. A gente conversou com calma, eu ainda amava elu, mas não tinha muita certeza se deviamos voltar.
A situação chegou nos meus pais. Eu tive que explicar tudo pra eles. Não foi tão ruim, mas eu queria ter uma outra oportunidade ou sla. Fiquei de castigo por causa dos roles e por não contar, sem celular por uma semana.
Eu e elu tinhamos evitado nos falar na escola pra diminuir os boatos. Depois disso ainda não tínhamos nos perdoado totalmente, apenas evitamos. Eu fiquei com outras garotas e entao começou a quarentena (fazia pouco menos de meio ano desde todo esse role) e com isso as paranoias: Eu nunca cheguei a ficar com nenhum garoto, muito menos a namorar. Nao sei se sou pan, bi ou lésbica, até pq eu me meti numa situação em que meu companheiro se descobriu agenero no meio do relacionamento. Talvez eu seja lésbica e causei esse furdúncio pra nada?? Acho que essa situação colocou ainda mais pressão infelizmente e, sei lá, as coisas são confusas as vezes.
Semana passada Isabele me chamou no whats, conversamos e nos perdoamos devidamente e ainda sinto um sentimento por elu. Ai meu Deeeeus eu vou morrer sozinhaaa.
Enfim, espero que tenham gostado (foi mal pelo textao). Todos os que estão passando por essas crises de sexualidade, genero ou whatever, durante a quarentena, fiquem fortes, posso não ser a melhor pra dar apoio, mas tudo vai ficar bem. Desculpa pela historia longa
Beijos, =30
submitted by darwinson-chan to TurmaFeira [link] [comments]


2020.07.09 10:07 RoninRonin21 Gosto do meu melhor amigo ..

Primeiramente boa noite, esse é o primeiro post que faço no reddit, só tô fazendo porque eu não tenho a mínima coragem de falar pra NINGUÉM. Atualmente, Eu tô no terceiro ano do ensino médio.
No primeiro ano do ensino médio eu acabei conseguindo um melhor amigo muito legal, e que me tratava bem pra Caralho (mas ele era hetero), e então eu escondi que gostava dele durante quase dois anos, pois ele foi o primeiro cara que eu senti atração, e isso pra mim era algo totalmente anormal. Um dia, já no segundo ano, pelo Whatsapp, eu contei pra ele que estava gostando de um garoto, e ele reagiu bem demais, e mandou até áudio dizendo que isso era super normal e que ele queria mt saber quem era. Pois então eu não contei obviamente kkkk.
Depois de uns meses, eu descobri que ele teve um namoro e contou pra um amigo nosso, mas não contou pra mim que era seu melhor amigo. Eu me senti muito chateado, e de certa forma traído porque normalmente contávamos tudo um pro outro, até segredos traumáticos. Depois disso, eu comecei a perceber que ele tava meio que se afastando de mim, e eu falei isso pra ele em um tom totalmente normal, o que fez eu me surpreender com a resposta dele. Eu sei que isso pode parecer doentio, mas ele veio me oferecer um pacto de sangue pra contarmos tudo do nosso dia a dia um pro outro, até coisas fúteis. Eu aceitei.
Mais ou menos umas 2 semanas depois, eu comecei a remoer o fato de que eu gostava dele, e que ele era hetero. Então eu mandei mensagem pra ele cedo dizendo que precisava falar com ele sobre algo sério. Por mensagem de Whatsapp eu disse que gostava dele, mas que não queria mais ter contato com ele porque a amizade dele me fazia mal e que isso não tinha nada a ver com o fato de eu gostar dele (óbvio q tinha). Ele respondeu seco com um "tá certo", então eu bloqueei ele, apaguei o número, e bloqueei em todas as redes sociais pra não olhar mais nenhuma foto dele ou coisa assim, e tô nisso até hoje. Não sei se sou bi, porque ele foi o único cara que eu senti atração, e essa dúvida me persegue.
Eu sinto que isso fez muito bem pra mim, mas mesmo assim eu precisava desabafar com alguém. Desculpa fazer um texto tão grande pra falar que eu gostava de um hetero kkkkk, mas obrigado se leu até aqui. =)
submitted by RoninRonin21 to desabafos [link] [comments]


2020.07.07 18:14 kauanxDkawaii Meu "amigo" q espalhou que eu era gay (n sou)

Bom, Olá Luba,olá papelões não vivos, olá todos os equipamentos que o luba usa pra gravar e turma que está a ver! Minha história começa assim eu estava estudando mais ou menos as 21:30 da noite enquanto estudava meu celular não parava de tocar com mensagens meu amigo que estava mandando vou expor sim só por raiva o nome é (tava aqui mas é contra as regras :3) ele começou a mandar mensagem falando que sabia de uma coisa que eu era (nesse momento eu não sabia oq era) Eu perguntei: oq cara?sabe oq? Ele:Me contaram do seu segredo... Eu:cara eu tô estudando não tô com paciência e vc tá me estressando! Ele:então conversamos depois... Eu:Fala agora eu não tô afim de estresse Ele:Eu sei que vc é gay!E contei pra Carls namorada do Lars (n vou expor eles) Eu estava querendo muito conhecer a namorada do Lars por que Lars é meu melhor amigo bom voltando a história... Ele começou a espalhar boatos que eu era gay nesses dias q ele começou a fazer isso eu morava em outra cidade Depois começaram a me falar que ele estava espalhando boatos sobre isso e eu fui falar com ele Eu:Cara vc tá espalhando boatos de que eu sou gay? Mano que q vc tá fazendo!? (Olha só pra deixar claro eu amo a comunidade LGBTQIA+) Ele:Eu não contei nada pra ninguém Ele começou agir de sínico e ficou negando oq ele fez naquele momento eu estava com tanta raiva que ameaçei bater nele na frente de todos quando voltasse pra onde ele mora...Bom sexta feira dependendo de quando o luba estiver vendo isso eu vou pra lá e continuo a história...
submitted by kauanxDkawaii to TurmaFeira [link] [comments]


2020.07.05 00:35 brbr3542 Fui abusado quanto tinha 5 anos

Primeiramente gostaria de dizer que esse texto possa conter gatilhos para certas pessoas pois é sobre abuso sexual. Sei como é doloroso e recomendo você pular esse post.
Nos meus 23 anos de idade NUNCA contei isso para ninguém. Sempre foi um segredo que guardei para mim, mas como dizem os psiquiatras e estudiosos do tema, quanto mais velho ficamos, mais a vontade de colocar para fora aumenta.
Tomei essa decisão porque hoje vi um post de um usuário aqui relatando como ele tinha sido abusado. Eu comentei meu caso, mas agora tenho mais detalhes.
Primeiramente, tudo o que dizem sobre os abusadores serem pessoas próximas é a mais pura verdade. Se você tiver filho, tome cuidado, pois 99% das vezes são pessoas próximas que abusam.
Segundamente, até uns 5 anos atrás eu não tinha consciência de que eu tinha sofrido abuso. Para mim tinha sido algo normal, mas definitivamente não foi.
Meu comentário havia sido com poucos detalhes, mas me lembrei de datas importantes. O primeiro abuso foi ao som de "Namorar pelado" (uma música de axé) e "Já sei namorar" dos Tribalistas. Ambas músicas foram lançadas em 2002 e o pior é que eu amo essa música dos Tribalistas e toda vez que ouço me remete a esse episódio.
Meus pais haviam me deixado um sábado na casa do meu tio para brincar com meus primos que moravam em outro estado. Em um dado momento, não me recordo como cheguei nisso, só me lembro que estava pelado e sendo penetrado pelo meu primo de 14 anos. Eu tinha somente 5 anos! Foi aí que eu me lembro que tive minha primeira ereção, porque ele ficava passando a mão no meu pênis até ele ficar duro para que eu tentasse penetrar ele.
Eu lembro até hoje da dor de sentir meu ânus sendo aberto pelo pênis dele. Fiquei nessa situação por uns 40 minutos. Retornei para casa e ele havia me dito que isso seria um segredo entre eu e ele "brincadeira de primos", como ele dizia. A diferença era que uma criança de 5 anos não tem consciência nenhuma da vida, enquanto um marmanjo de 14 já ejacula e produz espermatozóides.
Alguns anos depois, em 2005 (eu tinha 8 anos e ele 17) fui com meus pais até a cidade dele. Fui ao segundo andar no quarto dele e perguntei o porquê dele ter feito aquilo comigo e se ele lembra do que ele fez.
Ele disse que não sabia do que eu estava falando, pediu para eu trancar a porta e deitou na cama. Então ele falou que me explicaria se eu pegasse no pênis dele. Eu então segui o que ele disse, até o momento que ele pediu só para colocar a "cabecinha". Como estava trancado o quarto e, novamente, eu tinha somente 8 anos, não tinha noção da realidade, sentei nele, só que dessa vez o pênis dele era bem maior e mais grosso. Doeu tanto que fiquei quase 2 semanas sem conseguir sentar direito. Eu então abri a porta e saí correndo.
Depois desse dia nunca mais tive coragem de olhar na cara dele ou chegar perto dele. Atualmente ele possui uma filha e vive postando fotos da família dele dando a entender que é o pai perfeito.
Moral da história: pensamos que essas coisas só acontecem com os outros. Mas não. Eu sou de uma família classe média, sempre estudei em escola particular. Todos que me veem nem sonham que eu passei por isso. Ninguém que eu conheço sabe sobre isso. Você já se perguntou se alguém próximo a você foi abusado?
Eu nunca demonstrei nenhum sinal de que fui abusado. Por todos esses anos carreguei esses pensamentos. Já fiz psicóloga por 2 anos e NUNCA tive coragem de falar isso para ela. Vai ser algo que provavelmente vai morrer comigo, tirando aqui que posso postar anonimamente.
Tomem cuidado. Não deixem seus filhos ou irmãos com quem quer que seja! Esse meu primo é alguém acima de qualquer suspeitas e ele fez isso comigo. Os abusadores são os que estão mais próximos.
Desde esse episódio aos 5 anos tenho ansiedade e problemas com minha sexualidade. Não é apenas uma brincadeira entre primos quando um tem 5 anos e o outro 14, ou quando tem 8 e ele 17.
Eu só não contei para ninguém na época porque aconteceria uma tragédia. Tenho certeza que meu pai ou minha mãe matariam ele. Certeza absoluta.
Eu só rezo para que ele não faça nada de mal para a filha dele. Antes que digam, não vou contar isso para ninguém. Isso é algo que morrerá comigo no caixão.
Não deixem quem vocês amam sozinhos com NINGUÉM.
P.s.: eu tenho a impressão que a minha prima já falecida ajudou ele a me dopar para me levarem para o quarto quando eu tinha 5 anos porque eu me lembro dela fechando a porta com a gente lá dentro, mas enfim, não é algo que eu possa afirmar, então prefiro acreditar que ela não teve participação nenhuma nisso.
submitted by brbr3542 to desabafos [link] [comments]


2020.07.01 16:03 princesinha00 Sou babaca por falar que meu amigo nunca vai ser amado?

Olá lubinha, turma, editores, possível convidado, gatas do luba e papelãoes não lembro de todos os fatos com previsão, pois isso ocorreu a dois anos Isso aconteceu em 2018, quando eu estava descobrindo minha sexualidade, eu tinha acabado de entrar no ensino médio e finalmente estava estudando na mesma sala que minha amiga do fundamental (estamos em salas separadas dês do oitavo ano) Eu estava descobrindo que, eu era um pouco "difente", eu não gostava de meninos igual as minhas outras amigas, eu na verdade me sentia atraída por garotas, mas na época eu ainda estava muito confusa e preferi não contar isso pra ninguém No decorrer do ano, eu e minha amiga ( vamos chamar ela de Carls), ficamos muito próximas. E sem que eu me desse conta eu já estava apaixonada por ela, mas eu não podia me confessar pra ela, afinal a Carls não gosta da mesma coisa Eu permaneci com meus sentimentos escondidos. Até que um dia eu estava conversando um amigo em comum com a Carls(vamos chama-lo de Toby) Eu e Toby éramos amigos a um bom tempo. Porém ele também despertou sentimentos pela Carls, isso me magoava, mas eu não dizia nada, e se minha amiga aceitasse, eu com certeza apoiaria os dois No dia que ele finalmente se confessou, a Carls rejeitou ele. No fundo eu estava feliz por isso, mas por outro lado, eu não queria ver meu amigo sofrendo Então fui conversar com ele. Tivemos uma longa conversa e eu me senti confortável para dizer oq sentia pela Carls, pois manter aquilo em segredo estava me sufocando Assim que contei, ele me encarou com cara de nojo e me culpou por te sido rejeitado, ele afirmou que eu tinha seduzido a Carls. Eu neguei, mas ele não me ouvia No dia seguinte a mminha tinha acreditado que eu tinha seduzido a Carls. Isso me magoou muito, mas decidi ignorar, já que o ano estava acabando e eu iria pedir para mudar de escola. Até então tudo estava "bem". A Carls estava me ignorando, junto com as minhas outras amigas, o Toby continuou espalhado mentiras sobre eu seduzir a Carls e ela não se posicionava em nenhuma das mentiras Eu desci ignorar e seguir minha vida. Mas um dia tava rolando um assunto de que eu tinha assediado a Carls, e pra mim isso foi o cúmulo. Fui até a sala de Toby e mandei que contasse toda a verdade e falasse que eu não tinha feito nada, mas ele não queria me ouvir e só tirava sarro de mim Não podia contar nada aos meus pais, pois ainda não tinha revelado sobre minha sexualidade e muito menos pedir ajuda aos professores, pois eles certamente chamariam meus pais Então no mesmo dia, na hora da saída, fui até Toby para dar um ponto final nisso. Começando a discutir, Toby usava argumentos como " vc é a culpada disso, se não tivesse seduzido a Carls, nada teria acontecido". Quando ele finalmente terminou de dizer tudo oq queria eu falei algo tipo " vc não pode me culpar por sua vida amorosa ser um fracasso. Afinal se nem a sua mãe te quis, como vc acha que alguém vai te querer?" (Quando ele pequeno, a sua mãe o largos sozinho com seu pai e seu pai o culpava por isso. Eu era uma das poucas pessoas que sabiam disso) Por eu ter tocado em um assunto tão delicado para ele, ele apenas saio sem dizer mais nada. Quando Toby saiu, me dei conta que tínhamos uma pequena plateia, dentro da plateia estava a Carls. Aproveitei a situação e disse tudo oq queria, disse que me arrependi de ter gostado de uma garota tão hipócrita quanto ela e disse também que ela não tinha se posicionado sobre nada, pq ela gostava da atenção que estava recebendo por esse "show" gratuito Depois disso ter acontecido, ninguém veio tirar satisfação comigo, as historinhas sobre mim também pararam. Mas agora a nova historinha que estava rolando era sobre Toby e sua mãe, alguns queriam saber se era verdade outros só fingiam que nada aconteceu Quando o não acabou eu me mudei de escola e fiz de tudo para não encontrar com nenhum deles novamente
submitted by princesinha00 to TurmaFeira [link] [comments]


2020.07.01 06:25 harayoko O Arco-íris Distante da Luz e Outros Contos


Ohayou gozaimasu. Como vai vosso dia?
Nos três anos que acompanho o Luba, nunca havia enviado uma história ao mesmo, então espero que para minha primeira vez esteja bom.
Enfim, vamos dar início à história.

Em março de 2018, fui transferida de escola para uma que ficasse mais próxima de minha nova residência. Meus pais haviam se divorciado, então não seria algo bacana dividir a mesma casa com seu ex-marido, não?
Nas primeiras semanas, pude fazer amizade com uma garota. Ela era um pouco estranha e quieta, mas não era motivo para que eu me preocupasse (vamos exceder o fato que ao longo do ano ela furtou duas coisas minhas na maior cara de pau). Vamos chamá-la de Joycinha.
Nesse tempo foi que comecei à sentir atração tanto por garotas quanto por garotos. Felizmente, ela não se importava. Parecia gostar de me dar apoio.

Em abril do ano seguinte, me mudei novamente para a casa que estou atualmente. Meu pai continuou visitando a mim e ao meu irmão mais velho, como normalmente.
Na "escola", havia uma transferida que iremos chamar de Maria. Era alguém sincera e divertida de conversar, até que um dia, surgiu um diálogo de frente para minha carteira, aonde ela se sentava.
As garotas Melissa, Giovanna, Lavínia e Heloísa - não me lembro de como escreve o nome de uma das meninas, então não vou colocar - estavam a zoando pela coisa mais idiota possível: teria poucos seguidores em sua conta do Instagram, feita com o intuito de ajudar estudantes com a organização de seus cadernos. Nexo era inexistente, já que estava apenas iniciando sua conta.
Maria não opinou muito. Me sinto mal por não te aberto a boca e a defendido, apesar de nas férias de inverno do mesmo ano ter conseguido as defender de alguma forma. Inclusive, naquele momento haviam duas pessoas do grupo que haviam ficado em silêncio, que iremos chamar de Renata e Vitória.

Após o retorno das aulas, passei à gostar de Vitória. Seu jeito era encantador.
Decidi fazer alguns desenhos dela e entregar para a mesma em um envelope. Para isso, tive que me manter na sala para poder deixá-los em sua carteira, apesar de que não pudéssemos ficar lá durante o RECREIO.
Uma garota ficava lá, porém nem sempre. E estava justamente nesse dia. Fingi ter derrubado algo perto da carteira de Vitória para que pudesse deixar no suporte de sua carteira, mas logo a outra percebeu que não era o que eu tentava convencer ser.
Pedi que mantivesse em segredo sobre quem deixou o envelope, e assim concordou.

Todos tendo retornado para a sala, foram para suas carteiras. Ou melhor, as panelinhas reuniam-se em cada espaço. Inclusive a de Vitória.
Ela pegou os desenhos, e pareceu ter gostado. Isso era o que importava. Já as garotas, saíram perguntando e tentando descobrir quem era o remetente. É sempre assim.
Até que alguém contou. E adivinhe quem?
Isso mesmo, a garota que havia prometido não contar, traiu minha confiança e nem deu a mínima.
Uma garota da panelinha veio até mim e tentou me tranquilizar, dizendo que não havia problema. Perguntou se era verdade e concordei (nem mesmo havia comentado sobre gostar dela, mas todos interpretaram assim). Enquanto do outro lado, outra garota estaria rindo com sua amiga fazendo alguma piadinha tosca sobre. Pude ouvir apenas um "sair do armário" enquanto ela estava com aquele sorriso escroto na cara escrota dela.

E felizmente, fui transferida nesse ano novamente. Espero nunca mais encontrar essas pessoas, já que aquela barulheira toda me deu uma baita dor de cabeça e quase me fez reprovar.
Espero que tenham gostado da história. Assim me despeço.
submitted by harayoko to TurmaFeira [link] [comments]


2020.07.01 04:44 lex7222 O segredo

Olá Lubisco tudo bemm? Sou nordestino então leia com aquele sotaque maravilhoso!
Bom , hoje a noite combinei de fazer alguma call com meus amigos ( que eram : Carls ( melhor amigo ) Lars ( melhor amiga ) e Karls ( amiga e Ex namorada q terminou cmg ;-; ) , estava com saudades pois já fazia uns 3 dias que não tinhamos tempo para fazer calls ( sou carente por não aguentar ficar 3 dias sem meus friends? talvez ) . Tivemos a belíssima ideia de jogar Ludo , após jogar 1 ou 2 partidas eu sai pra falar com meus pais ; quando voltei todos estavam falando sobre um suposto ''segredo'' , eu como sou curioso perguntei sobre quem estava ligado a esse segredo , Karls (a dona do segredo) falou que estava relacionado diretamente a Eu e Carls , mas também tinha relação com Lars (Que namora com Carls ) e Rurls ( Rurls é minha namorada a uns 8 meses ) , e aparentemente Lars sabia .
Eu pedi para falarem logo esse tal ''segredo'' , mas Lars e Karls não quiseram , após isso sai da chamada e meio que comecei a ''investigar'' ... E assim , não sou muito bom com esse negócio de detetive e não encontrei nada que me levaria a uma possivel resposta . Liguei para Carls e ele ligou as coisas e achou que Karls estava gostando Dele ou Eu , mas não achei que era isso . Fui falar com Lars para ver se ela desembuchava e falava logo a resposta , ela só acabou falando que era um coisa ''ruim'' e apesar de tudo não contou nada . Já tinha desistido de tentar descobrir , até q fui falar com Karls , conversamos e ela dizia que estava muito óbvio a resposta do segredo ( não sei se está , sou lerdo ) , mas eu discordei ; chegou um ponto que ela falou mais ou menos isso : ''Cara isso não vai fazer diferença na sua vida , n precisa saber'' , quando ela falou isso eu disse : Se não vai fazer diferença conta logo , oxente!
Ela acabou contando , foi isso que ela disse :' Cara , vou sentir muita vergonha depois disso , mas eu te amo '' . Eu fiquei surpreso pra caralho , mas se eu fosse falar merda só pioraria a situação , ela me bloqueou , fiquei confuso ... Depois de uns longos 10 minutos ela me desbloqueou e eu tentei acalmar ela , falei que se precisasse conversar cmg , estaria online , nós conversamos um pouco , eu disse que tava tudo bem . Ela também assumiu que ama meu melhor amigo ...
Cara , eu até agora to confuso , não sei oq eu penso ou falo , mas quero manter amizade com ela e quero manter as coisas como estão , eu com a Rurls etc . Eu precisava falar isso a alguém , não posso contar para meu amigo ( carls ) , não quero que ela fique mal e nem quero espalhar pra ninguém mas sei lá ... Conversem comigo sobre isso , ainda to meio desnorteado pois aconteceu a uns 30 minutos atrás então é isso ,
submitted by lex7222 to TurmaFeira [link] [comments]


2020.06.26 07:05 Pedro12Neto A história de como eu fui trouxa e iludido 3 vezes em um ano só (Repost)

Olá Luba, editores, Gatas, Papelões, Possível convidado e Turma que está a ler, hoje vou contar a história de quando eu fui um trouxa de verdade.
Contexto: eu havia me mudado para uma nova cidade, saindo de minha cidade natal, e tive que me acostumar com a cidade grande, fui matriculado na escola de referência na cidade, já que tinha ganhado uma bolsa de estudos.
Detalhe importante, na época eu tinha 13, e estava começando a explorar melhor minha sexualidade (Gay), o que fez com que eu tivesse muita vergonha de ser eu mesmo e dificuldade em conhecer novas pessoas, porém tive sorte e entrei num grupo de amizades já no primeiro dia.
Agora para a história
Dentro de tal grupo, tinha um menino que chamaremos de Tock, ele era charmoso, estudioso, extrovertido e parecia gente boa, porém sempre estranhei como as pessoas não gostavam dele e muitas vezes o ignoravam.
Eu como o interessado que sou, me dediquei a conhecê-lo melhor, acabou que nos tornamos bons amigos, dividimos interesses como desenho e música, e muitas vezes ele era legal.
Pois é Luba, eu acabei me apaixonando pelo cafajeste, e dei um jeito de dizer pra ele sobre isso, ele me disse que sentia o mesmo e a partir daí tudo piorou, os outros me avisavam sobre ele e sua personalidade tóxica, e como eu devia sair dessa, mas o amor é cego e eu também era, e ignorei tudo que diziam
Até metade do ano ele fazia várias merdas, eu sempre corria atrás e flertava, porém ele sempre me ignorava, evitava ou até mesmo me silenciava, eu confiava meus segredos a ele, e ele contava para a classe inteira e rua da minha cara, depois se humilhava para eu o perdoar, e eu sempre perdoava, também devo lembrar que ele é falso e completamente "Maria vai com as outras", pq sempre que alguém falava sobre por exemplo, Bissexualidade, ele dizia que era Bi e dava encima das meninas, quando alguém falava de Gay, ele era gay, quando falavam de demissexualidade, ele dizia que era Demi e dizia que não gostava de mim, ele era o que os outros diziam que ele era, nunca ele mesmo
Ele sempre recusou meus pedidos de namoro, as vezes me batia ou me assediava, mas quando eu fazia o mesmo os professores ficavam sabendo e me castigavam, ele já me iludiu três vezes antes de eu decidir esquecer ele, porém um dia ficou pior, ele começou a me tratar que nem bosta, fingir que eu não existia, e até me ignorar, até que eu comecei a ignorar ele
Quando eu comecei a ignora-lo ele me deu uma carta dizendo que tentou se suicidar, e pediu para voltarmos a conversar, eu não fiquei quieto, e chamei ajuda de professores e de uma amiga, mas sempre que nós tentávamos ajudar ele saía correndo, dizia pros professores que era mentira, mas um dia chamaram os pais dele, e eles disseram que Tock nunca havia tentado se suicidar, aquilo foi o suficiente, eu passei a ignora-lo para sempre, e até hoje ele fica se humilhando
Agora que sou mais saudável e me aceito melhor em relação a minha sexualidade, eu comecei a ajudar algumas meninas que estavam fazendo queixa de serem assediadas por ele (pois é, esqueci de avisar que ele assediava as meninas da escola, e a coordenação nunca fez nada), posso ser babaca em ter botado ele no meio da côrte, mas ele fez tudo de ruim comigo, agora é minha vez
Enfim Luba e Turma, essa é minha história esperem que tenham gostado =30
submitted by Pedro12Neto to TurmaFeira [link] [comments]


2020.06.23 23:58 fekahmaguire5 SOU BABACA POR ME VINGAR DE UMA TRAIÇÃO?

Oi luba e todos que estão a ver,eu tenho uma história pra te contar,eu sei que vc ja tem várias histórias do cornagem no seu canal,mas eu acredito que essa pode ser diferente. Enfim,A história começa ano passado. Eu estava no terceiro ano do E.M e tinha uma namorada (pensa numa garota ciumenta,agora soma 15 e multiplica por 10,ai vc chega a 1/3 do que ela era.A gente estudava na mesma escola,mas de turmas diferentes e éramos aquele casalzinho que todo mundo admira. Aki na minha cidade tem um show no qual o público são adolescentes,e a minha namorada me chamou pra ir junto com ela,pq ela sabia que eu amava o cantor que ia colar lá,que no caso seria o Orochi.Eu falei que não ia pra Tai (a minha namorada) e eu achei que ela ia ficar triste por isso,mas ela implorou pra eu deixar ela ir sozinha no evento.No início eu falei que não,pq eu tava com medo dela me cornar,mas no fim eu acabei deixando ela ir,só que eu não sou burro,eu sabia que tinha um amigo meu que ia nessa mesma festa pra “vigiar” ela.Resumindo tudo,ela acabou me cornando e e meu amigo filmou a cena. Na hora que eu mostrei o vídeo ela começou a implorar pelo meu perdão,e eu acertei e vc ja vai ver o porquê.Eu estava voltando pra casa e estava abalado com tudo isso,ja que ela contou pra todo mundo e geral ficou me zuando de corno,e no meio do caminho eu parei em frente a casa de uma amiga minha que eu vou chamar de Lau,eu chamei ela pra conversar sobre o que tinha acontecido.E no meio da conversa ela pediu pra eu parar de falar sobre esse assunto porque magoava um pouco ela,(Meus amigos sempre falavam que ela tinha uma quedinha por mim,mas eu nunca levei fé,Até pq eu já tinha perguntado pra ela e ela disse que n sentia nada por mim). Voltando:Ela falou que doía ouvir o menino que ela gostava (no caso eu) falando da menina que ele gostava.Nesse tempo eu vi uma oportunidade perfeita de me vingar da Tai,e quando ela falou isso eu roubei um beijo dela,e enquanto a gente se beijava eu estava FILMANDO TUDO.Sim,eu usei a minha amiga brabamente,e disso eu me arrependo um pouco.Depois disso eu fui para casa e so lembrei do vídeo de novo a noite,e lembra do meu amigo que filmou a minha namorada me traindo,eu pedi ajuda dele de novo.Eu mandei o vídeo pra ele,e pedi pra gente ter uma conversa fake sobre isso. A conversa era basicamente ele me dando uma lição de moral, falando que como foi a décima vez que eu já tinha cornado a Tai ele ia contar pra ela,e eu falando pra ele não fazer isso e talz.E nisso eu pedi pra ele print da conversa, tomando cuidado pra não mostrar a data das mensagens e mandar o print + o vídeo pra minha namorada, falando que não aguenta mais esconder esse segredo e que eu e ela deveriam se resolver.E deu certo,no outro dia ela e as amigas dela me cercaram no pátio com a Tai chorando falando que eu era um idiota por ter feito tudo isso e ter cornado ela 10 vezes.Eu como estava me divertindo,resolvi botar pilha na conversa falando que não foram só dez vezes com uma cara de orochinho,digo,deboche.Naquele momento ela estava sentindo o que eu senti na hora,ou não, talvez eu tenha exagerado um pouco na vingança. Continuando,ela me perguntou quantas vezes foram,e eu respondi que parei de contar na décima segunda vez.Nesse momento tava todo mundo olhando e me achando um tremendo fdp,e foi ai que deu merda:Eu falei que pelo visto nosso namoro havia terminado e sai.E foi todo mundo consolar ela e eu fiquei pensando: “pq quando o garoto é corno ele é zuado mas quando a garota é corna ela é consolada?" Depois de uns dez minutos,a diretora do colégio me chamou.Pelo visto todo mundo era x9 e me dedaram pra ela.Eu fui de boassa pra diretoria quando eu vejo os pais da Tai la. No momento em que eu entrei o Pai dela quase voou em mim pra me dar um soco, só que os seguranças do colégio o seguraram. Resumindo a história,eu ganhei uma suspensão por ter “humilhado ela na frente de todo mundo" e ela não ganhou nada sendo que tudo isso não teria acontecido se ela não me traisse com outro alguém ou pelo menos não contasse pra geral.E também todos me acham um babaca, inclusive quem sabia que a história é fake.enfim,eu fui babaca?
submitted by fekahmaguire5 to TurmaFeira [link] [comments]


SEGREDOS E TRUQUES DO YOUTUBE QUE VOCÊ TEM QUE TESTAR ... As 7 da CARAS - Andrea Nóbrega 13 Coisas Que Os Aquários Estão Escondendo de Você - YouTube 7 SEGREDOS SOBRE A CASA BRANCA QUE VOCÊ NÃO SABIA. - YouTube 10 SEGREDOS E TRUQUES DO GOOGLE que você TEM ... - YouTube 5 CASAS SOBRE RODAS MAIS CARAS E LUXUOSAS DO MUNDO 2 - YouTube 21 SEGREDOS INCRÍVEIS ESCONDIDOS EM DESENHOS ANIMADOS ... Area 51 - SEGREDOS contados por ex-funcionários ! - YouTube 5 SEGREDOS QUE O ROBLOX ESCONDE DE VOCÊ - YouTube

Giselle Itié revela segredos para a TV CARAS - Vídeo ...

  1. SEGREDOS E TRUQUES DO YOUTUBE QUE VOCÊ TEM QUE TESTAR ...
  2. As 7 da CARAS - Andrea Nóbrega
  3. 13 Coisas Que Os Aquários Estão Escondendo de Você - YouTube
  4. 7 SEGREDOS SOBRE A CASA BRANCA QUE VOCÊ NÃO SABIA. - YouTube
  5. 10 SEGREDOS E TRUQUES DO GOOGLE que você TEM ... - YouTube
  6. 5 CASAS SOBRE RODAS MAIS CARAS E LUXUOSAS DO MUNDO 2 - YouTube
  7. 21 SEGREDOS INCRÍVEIS ESCONDIDOS EM DESENHOS ANIMADOS ...
  8. Area 51 - SEGREDOS contados por ex-funcionários ! - YouTube
  9. 5 SEGREDOS QUE O ROBLOX ESCONDE DE VOCÊ - YouTube

5 SEGREDOS QUE O ROBLOX ESCONDE DE VOCÊ Truques e Segredos do YouTube que você não sabia que existia. COMERCIAL: [email protected] 21 SEGREDOS INCRÍVEIS ESCONDIDOS EM DESENHOS ANIMADOS FAMOSOS nesse vídeo você vai conhecer alguns dos maiores segredos que a casa branca esconde desde túneis secretos a câmeras espalhadas por toda a residencia do presi... A cada dia que se passa as pessoas tendem a procurar viagens com mais conforto e comodidade, que é o essencial para passeios distantes, pensando nisso foram ... Vocês gostam de visitar a aquários? Eles são amados por muitos. Eles possibilitam que as pessoas se familiarizem com as criaturas marítimas que, de outra man... Truques e Segredos do Google que você não sabia que existia. Area 51 - SEGREDOS contados por ex-funcionários ! Andrea Nobrega é a convidada desta semana do 'As 7 da CARAS'. Ela abriu o coração para Mariah Ruibal, falou sobre a carreira, sucessos, fracassos, segredos sobre o Mulheres Ricas e dá ...